Resultados do 2T22

Dólar fecha em queda de 0,734% com possível instalação da CCJ à vista

Dólar fecha em queda de 0,734% com possível instalação da CCJ à vista
Dólar encerra em queda de 0,935%, cotado em R$ 5,1583

O dólar encerrou em queda nesta segunda-feira (11) na B3 (BM&F Bovespa). A contração foi de 0,734% a R$ 3,8418.

Após a afirmação do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), na sexta-feira (8), de que a instalação da CCJ está planejada para a próxima quarta-feira (13), o dólar encerra mais um dia em baixa.

A formação da comissão é o primeiro passo para a votação da reforma da Previdência.

Esta é a segunda queda consecutiva, após a moeda norte-americana fechar a sessão a R$ 3,885, na quinta-feira (7). Este foi o maior fechamento desde 27 dezembro (R$ 3,894).

Confira abaixo os fechamentos das principais moedas:

  • Euro: recuo de 0,552% a R$ 4,3211
  • Libra esterlina: alta de 0,32% a R$ 5,0499

O Banco Central (BC) realizou a venda de 14,5 mil swaps cambiais tradicionais, equivalente à venda futura de dólares. Assim, rolou US$ 2,900 bilhões dos US$ 12,321 bilhões que vencem em abril.

Instalação da CCJ

A deputada federal, Joice Hasselmann (PSL), voltou a confirmar nesta segunda-feira (11) que Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados será comandada por Felipe Francischini, do mesmo partido que a líder.

A declaração foi dada aos jornalistas no Palácio do Planalto.

Na sexta-feira (8), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) afirmou que espera instalar nesta quarta-feira (13) a CCJ. Este é o primeiro passo para a votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da Previdência.

Saiba mais – Reforma da Previdência: Bolsonaro e Maia se reuniram neste sábado

Reforma da Previdência

O presidenteda República, Jair Bolsonaro, e o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, tiveram diálogo acerca da reforma da Previdência, no sábado (9). O encontro ocorreu no Palácio da Alvorada.

Maia é o responsável pela tramitação da reforma da Previdência, iniciada na Câmara dos Deputados.

Saiba mais – IBGE: PIB do Brasil cresce 1,1% em 2018

Saiba mais – BC: Boletim Focus prevê nova redução do PIB em 2019 

Boletim Focus reduz previsão do PIB novamente

A previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 do Boletim Focus apresenta uma nova redução. A estimativa passou de:

  • 2,30%, na semana passada, a 2,28%, nesta semana.

A redução da previsão do crescimento do PIB no Boletim Focus segue a tendência iniciada na semana passada, após a divulgação dos dados de 2018.

No dia 1º de março, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o crescimento do PIB em 2018 foi de 1,1%, repetindo o desempenho de 2017. Um resultado considerado fraco, e que reduziu as expectativas para este ano.

A previsão para o crescimento do PIB em 2020, entretanto, teve mais uma melhora. A expectativa subiu de 2,70% para 2,80%. Há um mês essa previsão era de 2,50%. Os cálculos para 2021 e 2022 seguem a mesma, de 2,5% para os dois anos.

Última cotação

No último pregão, o dólar foi finalizado com baixa de 0,373% a R$ 3,8702.

Amanda Gushiken

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO