Petrobras (PETR4), Itaú (ITUB4) e Sabesp (SBSP3) aquecem mercado nesta segunda-feira (18); veja mais destaques

A notícia de que a Petrobras (PETR4) assinou aditivo de contrato de compra de gás de estatal da Bolívia é um dos destaques desta segunda-feira (18). 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Também está entre os destaques do mercado financeiro o Itaú (ITUB4), após emitir R$ 1,5 bilhão em letras financeiras. 

A Sabesp (SBSP3) também é destaque hoje, depois de anunciar projeção de R$ 47,4 bilhões em investimentos entre 2024 a 2028. 

Veja os destaques do mercado financeiro hoje:

Petrobras 

A Petrobras (PETR4) informou que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), estatal boliviana que atua na área de exploração, produção de venda de petróleo e derivados.

O contrato prevê a manutenção do volume máximo de 20 milhões de m³ por dia, com maior flexibilização dos compromissos firmes de entrega e recebimento de acordo com a sazonalidade e a disponibilidade da oferta.

Itaú

O Itaú Unibanco (ITUB4) informou que realizou emissões de Letras Financeiras Subordinadas Nível 2 no montante total de R$ 1,5 bilhões. As Letras Financeiras possuem vencimento em janeiro de 2034. 

Segundo o banco, as emissões em questão têm como objetivo otimizar a estrutura de capital da companhia frente ao crescimento de seus ativos.

Sabesp 

O conselho de administração da Sabesp (SBSP3) aprovou o Plano Plurianual de Investimento – PPI para o período 2024 a 2028, no montante de R$ 47,4 bilhões, passando a incorporar os investimentos do Projeto Integra Tietê.

Hapvida

O Conselho de Administração da Hapvida (HAPV3) aprovou a 5ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, com garantia adicional fidejussória, no valor total de R$ 1 bilhão, direcionada exclusivamente a investidores profissionais.

Braskem 

A Braskem (BRKM5) confirmou por meio de comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que tomou conhecimento de pedido de bloqueio cautelar que tem valor aproximado de R$ 1 bilhão.

O bloqueio da Braskem, se concretizado, será feito suas contas bancárias no contexto da ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado de Alagoas e Defensoria Pública da União contra a companhia e o município de Maceió.

Raia Drogasil 

A Raia Drogasil (RADL3) pagará R$ 83 milhões em dividendos aos seus acionistas. O valor dos proventos por ação da Raia Drogasil será de R$ 0,04, que serão pagos até o dia 28 de dezembro. Apenas os investidores com ações da Raia Drogasil no dia 20 de dezembro terão direito de receber os rendimentos.

Lojas Renner

O conselho de administração da Lojas Renner (LREN3) aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) aos seus investidores, com um valor que supera os R$ 163,927 milhões.

Os JCP da Lojas Renner correspondem ao valor R$ 0,171544 por ação, levando em conta as 955,6 milhões de ações ordinárias da companhia, e que já desconsideram as ações em tesouraria.

Raízen 

A Raízen (RAIZ4) pagará R$ 1,3 bilhão em JCP  aos seus acionistas. O valor dos proventos por ação da Raízen será de R$ 0,12, que serão pagos em duas parcelas, a primeira em 28 de dezembro e a segunda no dia 31 de março. Apenas os investidores com ações da Raízen no dia 20 de dezembro terão direito de receber os rendimentos.

Americanas

A Americanas (AMER3) informou que conta com o apoio de 57% dos credores da companhia para a aprovação do plano de recuperação judicial. No texto, a varejista confirmou que recebeu termos de adesão ao plano de recuperação judicial do BTG Pactual Asset Management, em nome dos fundos por ela geridos, pelo Banco Safra e pela Oliveira Trust.

Enauta

A Enauta (ENAUT3) informa que a agência de classificação de riscos S&P Global Ratings atribuiu rating “brBBB+” às debêntures da 1ª emissão e da 2ª emissão da companhia.

A avalição da S&P, diz a Enauta, sinaliza cenário de possível elevação de rating como resultado de investimentos para diversificação, aumento de produção com a plataforma FPSO Atlanta em 2024, ganhos de eficiências operacionais e na alavancagem financeira.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Boa Safra

O conselho de administração da Boa Safra (SOJA3) aprovou o pagamento de JCP, referentes a 2023, 2022 e 2021, no valor total de R$ 95.4 milhões, equivalente a R$ 0,81 por ação ordinária de emissão da companhia.

O valor líquido é de R$ 81 milhões, correspondendo ao valor líquido de R$ 0,69 por ação ordinária.

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Petrobras (PETR4), que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vinícius Alves

Compartilhe sua opinião