Destaques de Empresas: Klabin (KLBN11), Neoenergia (NEOE3) e Locaweb (LWSA3)

Destaques de Empresas: Klabin (KLBN11), Neoenergia (NEOE3) e Locaweb (LWSA3)
Destaques de Empresas: Klabin (KLBN11), Neoenergia (NEOE3) e Locaweb (LWSA3)

Estão entre os destaques de empresas desta quarta-feira (9), as companhias que divulgaram seus resultados operacionais referentes ao quarto trimestre de 2020. Chama a atenção dos investidores a Klabin (KLBN11) que obteve alta de 123% no lucro líquido, equivalente a R$ 1,327 bilhão

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

Por sua vez, a Neoenergia (NEOE3) teve alta de 61% no lucro, correspondente a R$ 996 milhões. Já a novata da Bolsa Aeris (AERI3) apresentou queda em seu lucro líquido de 61,2%, totalizando R$ 15,6 milhões. Entre os destaques de empresas também está a Log (LOGG3) que teve queda de 9,4% no seu resultado líquido do quarto trimestre, somando R$ 36,8 milhões.

O mercado também acompanha a oferta subsequente de ações (follow-on) da Locaweb (LWSA3) que levantou R$ 2,75 bilhões. Além disso, a Petrobras (PETR4) concluiu a venda da BSBios por R$ 322 milhões.

Confira os destaques de empresas desta quarta-feira:

Klabin

Entre os principais destaques de empresas de hoje está a Klabin que apresentou um  lucro líquido de R$ 1,327 bilhão no trimestre, alta de 123% na comparação anual.

No consolidado do ano, entretanto, a empresa registrou um prejuízo de R$ 2,487 bilhões, revertendo o lucro de 2019, que somou R$ 714 milhões. Segundo a companhia, o número foi impactado negativamente pela intensa desvalorização do real frente ao dólar no ano, principalmente no primeiro semestre do ano, uma vez que a dívida da empresa está, em sua maioria, emitida na moeda americana.

Neoenergia

A Neoenergia  reportou um lucro líquido de R$ 996 milhões referente ao exercício do quarto trimestre de 2020, o que representa uma alta de 61% em relação ao mesmo período de 2019.

Ao passo que o lucro líquido anual da Neoenergia aumentou 26% neste ano comparando com 2019, totalizando R$ 2,8 bilhões.

Na mesma base de comparação, a receita operacional líquida da companhia cresceu 39%, para R$ 10 bilhões, ante resultado de R$ 7,215 bilhões no quarto trimestre de 2019.

Aeris

Entre os destaques de empresas está a novata da bolsa, a fabricante de pás eólicas Aeris que registrou lucro líquido de R$ 15,629 milhões no quarto trimestre de 2020, queda de 61,2% em relação ao observado em igual período de 2019. No acumulado do ano, o lucro líquido aumentou 27,6%, para R$ 113,2 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 33,8% em base anual de comparação com o quarto trimestre de 2019, para R$ 45,475 milhões. Considerando os 12 meses de 2020, o Ebitda ficou em R$ 243,2 milhões, alta de 45,4%.

Log

Já a Log Commercial Properties informou que seu lucro líquido no quarto trimestre de 2020 alcançou R$ 36,887 milhões, queda de 9,4% na comparação anualizada.

Já a receita operacional líquida da Log passou de R$ 34,694 milhões no último trimestre de 2019, para R$ 36,353 milhões.  A empresa informou que a receita de locações aumentou 4,3%, na mesma comparação, para R$ 37,428 milhões, enquanto a receita de administração de condomínio avançou 14,1%, para R$ 1,140 milhão.

Locaweb

Está também entre os destaques de empresas a Locaweb que informou, na manhã de hoje, que precificou sua oferta subsequente de ações (follow-on) a R$ 30. Com isso, a operação da companhia deve levantar R$ 2,75 bilhões. A informação foi divulgada por meio de um fato relevante.

Serão distribuídas 78,2 milhões de ações primárias, quando os recursos vão para o caixa da empresa, e 13,6 milhões de papéis secundários, capital que vai para o bolso dos atuais acionistas. Com o encerramento do procedimento de bookbuilding, a Locaweb precificou a oferta com um deságio de 2,28% sobre a cotação atual, de R$ 30,70.

Petrobras

A Petrobras comunicou ao mercadoque a sua subsidiária, Petrobras Biocombustível (PBio), finalizou ontem a venda de 50% da BSBios Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil para a empresa RP Participações em Biocombustíveis por R$ 322 milhões.

De acordo com a Petrobras, a operação foi concluída com o pagamento de R$ 253 milhões para a PBio, já com os ajustes previstos no contrato.

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO