Cyrela (CYRE3): setor de construção está descontado e compra é recomendada, analisa Banco Inter (BIDI4)

Cyrela (CYRE3): setor de construção está descontado e compra é recomendada, analisa Banco Inter (BIDI4)
Cyrela. Foto: Reprodução Facebook

O setor de construção é um dos penalizados pela abertura das curvas de juros e pelo aumento da inflação, mas a equipe de research do Banco Inter (BIDI4) enxergou na recente pressão uma margem de entrada e reforçou a recomendação de compra para Cyrela (CYRE3), mesmo que com preço-alvo reduzido de R$ 30 por papel.

A tese de investimento está ancorada no histórico de resiliência da Cyrela — é esperado que se mantenha apesar da desaceleração de vendas prevista para os próximos meses.

Os analistas do Banco Inter esperam uma queda nos níveis de concessão de crédito imobiliário e, ao mesmo tempo, um aumento no custo médio de financiamento do setor de construção. As estimativas estão ligadas à projeção para a taxa básica de juros (Selic) ao final de 2021, elevada para 8,25% ao ano.

Não obstante, o banco acredita resultados positivos para a margem bruta e eficiência linhas de despesas com vendas, gerais e administrativas da Cyrela.

“[A companhia] deverá manter boa performance operacional e resiliência na geração de caixa, o que deve se refletir em um bom dividend yield aos acionistas. Mesmo com o maior prêmio de risco e menor ritmo operacional no médio prazo, mantemos nossa recomendação de compra para CYRE3,” avaliaram os analistas.

Além da Cyrela, Inter recomenda compra de Eztec e Direcional

O Banco Inter manteve a recomendação de compra para Eztec (EZTC3), com cortou o target para R$ 40 por ação. Para os especialistas, a expectativa é de que a empresa continue bem posicionada dentro do modelo de negócio, com localização privilegiada de terrenos em São Paulo e oportunidades de valorização do estoque perfomado.

A equipe de research também recebeu positivamente a proposta de crescimento por meio de permutas e a estrutura de capital otimizada da Direcional (DIRR3). “Projetamos à companhia uma geração robusta de caixa ao longo dos próximos exercícios e, consequentemente, bons volumes de dividendos a serem distribuídos.” O banco manteve o rating de compra e elevou o preço-alvo para R$ 19 por ação.

Já em relação à Tenda (TEND3), o Inter enxergou um cenário de médio prazo desafiador, o que motivou o banco a recomendar cautela e diminuir o preço-alvo para o papel, para R$ 31. A recomendação é neutra.

Cotação de CYRE3 hoje

Por volta de 16h50, a ação da Cyrela operava em alta de 2,71%, a R$ 20,50.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores FIIS

Baixar agora!