CVM aprova criação do QETH11, primeiro ETF de Ethereum da AL

CVM aprova criação do QETH11, primeiro ETF de Ethereum da AL
Ethereum. Foto: Pixabay

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou na terça-feira (13) a criação do primeiro ETF de Ethereum da América Latina, o QETH11, da gestora QR Asset Management.

O aval do regulador ao lançamento do ETF de Ethereum vem em meio a uma disputa no mercado brasileiro de produtos para investimento em criptomoedas. Ontem, a Hashdex anunciou o lançamento de seu ETF de Bitcoin — uma resposta ao fundo de índice com o mesmo propósito da rival, listado há um mês na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

O QBTC11, ETF de Bitcoin da QR,  acumula R$ 128 milhões em ativos sob gestão e bateu recorde de negociação na segunda-feira (12). Foram negociadas 3,861 milhões de cotas, perfazendo um total de R$ 41,884 milhões movimentados.

O irmão mais novo QETH11 é a aposta recente. O produto replicará o preço do criptoativo Ethereum, o segundo em capitalização de mercado, atrás apenas do Bitcoin, ao acompanhar o índice CME CF Ether Reference Rate, usado pela Chicago Mercantile Exchange Group.

QR aposta em ETF de Ethereum para sair na frente no mercado de cripto

O lançamento do produto deixa o Brasil na vanguarda de investimentos em criptomoedas. O País sai na frente dos Estados Unidos e junta-se ao Canadá na corrida.

“O investidor brasileiro agora tem a possibilidade de exposição aos dois maiores e mais valiosos ativos digitais do mundo, de forma regulada, simples e segura.”. disse a QR em nota.

“Não é mais necessário cadastro em exchanges, criação de chaves privadas ou preocupação com custódia segura, uma vez que o fundo conta com custódia de nível institucional em deep cold storage, provida pela Gemini — empresa especializada em custódia de criptoativos fundada pelos gêmeos Winklevoss — serviço pouco acessível ao investidor comum,” salientou a QR.

De acordo com a gestora, o ETF de Ethereum é o primeiro do gênero da América Latina. Ba corrida dos países do G20, apenas os canadenses saíram na frente.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO