QBTC11, primeiro ETF de bitcoin do Brasil, chega à B3 no dia 23

QBTC11, primeiro ETF de bitcoin do Brasil, chega à B3 no dia 23
A popularização das criptomoedas tem forçado governos e bancos centrais a correrem para criar regulamentação. Foto: Pixabay

A gestora QR Capital anunciou nesta quarta-feira (9) a emissão de cotas do QBTC11, o primeiro ETF de bitcoin a ser listado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). A negociação do produto começa a partir de 23 de junho.

O QBTC11 usa o índice CME CF Bitcoin Reference Rate, referência dos contratos futuros do ativo negociados pela Chicago Mercantile Exchange, e será o primeiro ETF com 100% de exposição ao Bitcoin da América Latina.

A oferta do fundo — gerido pela QR Capital e administrado pela Vórtx — será restrita a agentes autorizados e credenciados, mas o ativo ficará disponível a investidores em geral. A taxa de administração foi fixada em 0,75% ao ano.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Não será necessário se preocupar com a custódia da criptomoeda, wallets ou chaves privadas tradicionais no mercado de Cripto.

“O QBTC11 permite a investidores se protegerem do risco cambial se expondo a um ativo dolarizado e altamente líquido — o bitcoin, maior de todas as criptomoedas, tem volume de movimentação diário superior a R$ 100 bilhões, ou cerca de 4 vezes o volume da própria B3″, disse a gestora em nota.

“Além disso, por ser uma inovação no mercado, a moeda digital tem baixa correlação com outras classes de ativos, o que auxilia na diversificação da carteira de investimentos.”

A oferta do ETF de bitcoin será coordenada por BTG Pactual (BPAC11), Easynvest, Órama, Vítreo, Modalmais e Banco Inter (BIDI11).

Cronograma da oferta do QBTC11:

  • Terça-feira, 08 de junho – Divulgação do material publicitário;
  • Sexta-Feira, 11 de junho – Prazo limite para adesão de corretoras e agentes autorizados;
  • Segunda-Feira, 14 de junho – Início dos pedidos de subscrição de Cotas pelos agentes autorizados;
  • Sexta-feira, 18 de junho – Encerramento de pedidos de subscrição de cotas;
  • Segunda-feira, 22 de junho – Data de Liquidação Financeira da Primeira Emissão;
  • Quarta-feira, 23 de junho – Início das negociações das cotas na B3.

ETF de bitcoin vem após listagem do HASH11

O anúncio de emissão do QBTC11 ocorre logo após a listagem do ETF Hashdex Nasdaq Cryto Index (HASH11), o primeiro fundo de índice de criptomoedas a ser negociado na B3.

Diferentemente de um ETF de bitcoin, o HASH11 busca replicar uma cesta de seis criptomoedas: bitcoin; ethereum; stellar; litecoin; bitcoin Cash; e chainlink.

O lançamento do ETF de bitcoin e de outros produtos relacionados ao universo de Crypto vem em um momento de efervescência do mercado e de alta demanda por parte de investidores. Os produtos são vistos como uma porta de entrada para a nova economia e uma forma mais segura em relação ao investimento direto.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO