Cosern (CSRN3) anuncia pagamento de dividendos de R$ 60 milhões

Cosern (CSRN3) anuncia pagamento de dividendos de R$ 60 milhões
Energia - Foto: Pixabay

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte – Cosern (CSRN3) informou nesta terça-feira (30) que aprovou o pagamento de dividendos intermediários, com base nos resultados apurados até 30 de junho de 2021, no valor total de R$ 60 milhões.

O valor corresponde a R$ 0,34 por ação ordinária (CSRN3), R$ 0,38 por ação preferencial classe A (CSRN5) e R$ 0,38 por ação preferencial classe B (CSRN6).

Serão considerados aptos para receber o pagamento dos dividendos da Cosern os detentores de ações da empresa até o final do pregão do dia 3 de dezembro. A partir do dia 6, as ações passarão a ser negociadas “ex-direito”. O pagamento será realizado até 31 de dezembro de 2021, sem atualização monetária.

Além da Cosern, veja quem mais pagará dividendos

A Arezzo (ARZZ3) vai pagar R$ 60 milhões em proventos aos seus acionistas, divididos em R$ 33,78 milhões na forma de Juros Sobre Capital Próprio (JCP) e R$ 26,21 milhões na forma de dividendos.

O valor dos proventos por ação da Arezzo será de R$ 0,3392 o valor bruto de JCP e de R$ 0,2632 por ação como dividendos. O pagamento será em parcela única, até 31 de janeiro de 2022.

Apenas os investidores com posição comprada no dia 03 de dezembro de 2021 terão direito a receber os proventos da Arezzo. As ações da empresa passam a ser negociadas “ex juros“, ou seja, sem direito aos dividendos e aos JCP a partir de 06 de dezembro de 2021.

A Ferbasa (FESA4) também anunciou ontem a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no valor total de R$ 20,3 milhões, correspondentes ao dividendo mínimo obrigatório relativo ao exercício social de 2021.

Os valores brutos totais a serem creditados e pagos a título de JCP da Ferbasa serão, respectivamente, de R$ 0,22 para cada ação ordinária (FESA3) e de R$ 0,24 para cada ação preferencial (FESA4).

Serão considerados aptos para receber o pagamento do JCP os investidores com ações da Ferbasa até o fechamento do pregão do dia 7 de dezembro. A partir do dia seguinte, os papéis serão negociados como “ex-Juros sobre Capital Próprio”. O pagamento será feito no dia 22 do mesmo mês.

Neoenergia adquiriu 2,5 milhões de ações da Cosern

Em outubro, a Neoenergia (NEOE3) comprou da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) participações em suas controladas Coelba (CEEB3), Cosern e Afluente T (AFLT3). Com as aquisições, a Previ deixa de ser acionista das empresas.

No caso da Cosern, a empresa adquiriu 1,8 milhão de ações ordinárias, 359 mil ações prioritárias classe A e 382 mil prioritárias classe B, no montante de por R$ 32,7 milhões. Isso representa 1,54% do capital social da empresa.

Para a Coelba, a Neoenergia adquiriu 4,6 milhões de ações ordinárias e 1,3 milhão de papéis prioritários classe A, representando 2,29% do capital social da companhia.

Por fim, foi adquirido 1,4 milhão de ações ordinárias da Afluente T, 2,29% do capital social.

Com isso, a Previ recebeu um pagamento de R$ 220,4 milhões da Neoenergia. Desse valor R$ 181,4 mi foram para a participação na Colba, enquanto R$ 32,8 milhões são da Cosern e R$ 6,2 milhões da Afluente T.

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO