Coronavoucher deve ser renovado por mais dois meses, diz jornal

O auxílio emergencial, conhecido como coronavoucher, no valor médio de R$ 250,00 deve ser renovado por mais dois meses. A informação é do Valor Econômico, o qual cita uma fonte do Ministério da Economia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

O pagamento do auxílio emergencial seria estendido até setembro. De acordo com a reportagem, a equipe econômica do ministro Paulo Guedes admite considerar justificável a prorrogação do coronavoucher haja vista a não desaceleração do contágio da covid-19 no Brasil.

Em seguida, a ideia é lançar o programa substituto do Bolsa Família, com valor médio superior aos R$ 191 atuais, além de novas regras e benefícios associados e um público-alvo maior.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

As simulações não incluem acabar com outras ações sociais, mas utilizar o espaço fiscal aberto pelo resultado primário e o crescimento mais forte do teto de gastos em 2022.

Como o governo pagará o novo coronavoucher?

Ainda segundo a matéria do Valor, o Planalto deve viabilizar os pagamentos com uma sobra de R$ 7 bilhões da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial. O governo ainda deve editar uma medida provisória para abrir crédito extraordinário de cerca de R$ 12 bilhões.

O Ministério da Cidadania, a partir de dados do Ministério da Saúde, coletará as informações para justificar o valor do crédito extraordinário, contou a fonte ao jornal.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

Auxílio até a conclusão da vacinação

Em um segundo momento, o presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Melles, disse à imprensa que Paulo Guedes prometeu o auxílio emergencial e medidas de apoio para as empresas até a imunização de toda a população vacinável. A informação teria sido dada em reunião com o presidente Jair Bolsonaro e líderes empresariais no Palácio do Planalto.

Segundo o dirigente, a vacinação deve ser concluída em outubro, até quando o coronavoucher seria estendido.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião