URGENTE

Coronavírus: Câmara dos EUA aprova pacote de estímulos de US$ 2 tri

Coronavírus: Câmara dos EUA aprova pacote de estímulos de US$ 2 tri
Bandeira dos EUA (foto: divulgação)

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou nesta sexta-feira (27) o pacote de estímulos à economia de US$ 2 trilhões (cerca de R$ 10,2 trilhões). A medida tem como objetivo minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Entre as principais medidas, o pacote de estímulos prevê empréstimo de dinheiro para estados, um programa de ajuda para empresas, além de remuneração direta para os cidadãos norte-americanos. A proposta, que foi aprovada pelo Senado na última quarta-feira (25), agora passará pela sanção do presidente norte-americano Donald Trump

Confira, de acordo com a agência de notícias “Reuters”, quanto será destinado para cada uma das medidas do plano:

  • US$ 500 bilhões para indústrias afetadas com empréstimos;
  • US$ 500 bilhões distribuídos a milhões de famílias, numa média de US$ 3 mil por família;
  • US$ 350 bilhões em empréstimos a pequenas empresas;
  • US$ 250 bilhões para auxílio-desemprego;
  • US$ 150 bilhões para governos locais e estaduais;
  • US$ 100 bilhões para o sistema de saúde e áreas correlatas.

Coronavírus e Mercado Financeiro | Saiba quais oportunidades você pode estar perdendo

A votação na Câmara quase foi prejudicada após um desentendimento entre parlamentares. A líder dos democratas, Nancy Pelosi, combinou com o Partido Republicano para que os deputados que estivessem fora de Washington pudessem votar virtualmente, em caso excepcional por conta do coronavírus.

Entretanto, o republicano Thomas Massie, do Kentucky, exigiu que o quórum mínimo necessário para a votação fosse seguido. Depois disso, Trump pediu a expulsão do parlamentar do Partido Republicano por meio de uma publicação no Twitter.

“Ele só quer publicidade. Ele não pode parar (a votação do projeto), somente atrasar, o que também é perigoso”, disse o presidente norte-americano sobre o posicionamento de Massie.

Looks like a third rate Grandstander named @RepThomasMassie, a Congressman from, unfortunately, a truly GREAT State, Kentucky, wants to vote against the new Save Our Workers Bill in Congress. He just wants the publicity. He can’t stop it, only delay, which is both dangerous……

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) March 27, 2020

Coronavírus nos Estados Unidos

Segundo a universidade norte-americana John Hopkins, desde o primeiro caso confirmado, o coronavírus já matou 1.046 pessoas em território estadunidense. Mais de 97 mil pessoas foram infectadas, ultrapassando a China e a Itália.

Para conter o avanço da pandemia, quase um terço da população do país, 100 milhões de pessoas, receberam a determinação de permanecerem em suas casas. As aulas foram suspensas no país e estabelecimentos comerciais foram fechados, levando à demissão de milhares de trabalhadores.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a situação dos Estados Unidos está se deteriorando. De acordo com a entidade, em entrevista coletiva na última terça-feira, o país poderá ser o novo epicentro do coronavírus no mundo.

Giovanna Oliveira

Compartilhe sua opinião