Copel (CPLE6) beira lucro bilionário no 4T23, com alta de 51%, e anota Ebitda recorde

A Copel (CPLE6) anotou um lucro líquido de R$ 943 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), conforme divulgado nesta quinta-feira (29) após o fechamento de mercado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Com isso, o lucro da Copel apresentou alta de 51% ante igual etapa do ano anterior e de 102% de crescimento ante o 3T23.

Além disso, o resultado da Copel mostra que a companhia teve um Ebitda ajustado recorde no acumulado de 2023, em R$ 5,8 bilhões – com R$ 1,5 bilhão somente no 4T23.

O balanço da Copel também anota uma geração de caixa operacional no 4T23 de R$ 1,5 bilhão.

Em se tratando de receita, a Copel no 4T23 registrou R$ 5,56 bilhões, alta de 5,8% ante igual etapa do ano anterior.

O resultado financeiro foi negativo em R$ 305,7 milhões no trimestre, ante R$ 279,7 milhões negativos registrados no 4T22.

Conforme detalha a companhia, o Ebitda ajustado das operações em continuidade (desconsiderando Compagas e UEGA, que estão em processo de alienação) e excluídos os itens não recorrentes, cresceu 10,1% sendo um reflexo, sobretudo, do melhor resultado da Copel Distribuição (+35,6%).

“Ao incluir o resultado das operações descontinuadas, o Ebitda ajustado atingiu R$ 1.493,5 milhões, montante 4,6% maior que os R$ 1.427,6 milhões registrados no 4T22 e, ainda, ao excluir os efeitos do resultado de equivalência patrimonial (ou seja, o Ebitda ajustado com todas as operações e sem equivalência patrimonial) houve aumento de 11,8% (R$ 1.430,5 milhão no 4T23 ante R$ 1.279,2 milhão no 4T22)”, diz a companhia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

No caso da receita operacional, a Copel destaca que o desempenho foi impactado principalmente pelo acréscimo de R$ 429,4 milhões na receita de fornecimento de energia elétrica, em função do crescimento de 9% no mercado cativo faturado e do reajuste tarifário aplicado na componente de Tarifa de Energia (TE) da distribuidora em junho de 2023.

Além disso a companhia ressalta o aumento de R$ 357,8 milhões na receita de disponibilidade da rede elétrica em razão principalmente, do crescimento 8,0% do mercado fio faturado da Copel Distribuição, que considera a energia compensada de Mini e Micro Geração Distribuída – MMGD e do reajuste tarifário de junho de 2023 da Copel Distribuição.

Desempenho das ações da Copel

Cotação CPLE6

Gráfico gerado em: 29/02/2024
1 Ano

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião