Lucro da Copel (CPLE6) cai 37%, para R$ 1 bilhão, impactado por decisão judicial

Lucro da Copel (CPLE6) cai 37%, para R$ 1 bilhão, impactado por decisão judicial
Copel (CPLE6). Foto: Reprodução Facebook

A Companhia Elétrica Paranaense Copel (CPLE6) registrou queda de 37% no lucro obtido no segundo trimestre de 2021, em comparação com mesmo período do ano passado. A empresa explica que foi principalmente pelos efeitos de uma decisão judicial que excluiu o ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins no mesmo período de 2020.

O resultado trimestral da Copel, divulgado na noite de quarta-feira (11), aponta que o lucro líquido entre abril e junho somou R$ 1,005 bilhão, porém inclui efeitos de operações descontinuadas, como a Copel Telecom. No mesmo período do ano passado o valor tinha sido de R$ 1,594 bilhão.

Sem o acréscimo da Copel Telecom, a companhia elétrica informa que o lucro teria caído mais, para 957 milhões de reais.

Entre abril e maio de 2021, a Copel concluiu o desinvestimento da Copel Telecom, no valor de R$ 2,5 bilhões, que já consta em caixa da companhia, mas que será reconhecido contabilmente somente no terceiro trimestre. O montante registrado será de R$ 1,2 bilhão.

A receita operacional da companhia de energia avançou 18,5% na comparação anual, somando R$ 5,427 bilhões entre abril e junho de 2021. De acordo com o balanço da Copel, as razões foram:

  • do crescimento de 81,1% na linha “suprimento de energia elétrica”, decorrente da comercialização de 507 GWh de energia produzida pela UTE Araucária no 2T21;
  • do aumento de 37,4%na linha “disponibilidade da rede elétrica (TUSD/TUST)” e do aumento na remuneração sobre ativos de transmissão decorrente do maior IPCA no 2T21 (1,67% ante -0,43% no 2T20);
  • do avanço de 10% na receita de “fornecimento de energia elétrica” em razão, sobretudo, da ampliação de 92,5% na venda de energia para consumidores livres da Copel Mercado Livre; e
  • do aumento de 49,2% na linha “distribuição de gás canalizado”, influenciado pelo aumento do volume de vendas da Compagás para aUTE Araucária e pela recuperação no volume de venda ao mercado não térmico, impactado no 2T20 pela redução da atividade econômica causada pela pandemia da Covid-19.

Geração de caixa e dívida da Copel

Já o indicador de geração de caixa Ebitda ajustado atingiu R$ 1,43 bilhão no segundo trimestre, montante 47,1% superior ao visto no mesmo período do ano passado. Incluindo todos os fatores, sem ajustes, o Ebitda caiu 12,1%, para R$ 1,514 bilhão.

O total da dívida líquida da Copel somava R$ 7,859 bilhões em 30 de junho de 2021, aumento de 22,79% em relação ao montante registrado em 31 de dezembro de 2020, de R$ 6,400 bilhões, informa a companhia em balanço financeiro.

Sobre a relação dívida líquida/Ebitda da Copel, do final de 2020 para junho de 2021 houve aumento, saindo de 1,3x para 1,6x no final deste trimestre.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores FIIS

Baixar agora!