Commodities agrícolas disparam e trigo atinge limite de alta com conflito

Os preços das commodities agrícolas nas bolsas dos Estados Unidos dispararam após as primeiras notícias confirmando a invasão da Rússia na Ucrânia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

Mesmo antes da abertura das bolsas, as cotações de commodities como soja, milho e trigo subiam fortemente durante o pregão noturno da Bolsa de Chicago, que abre as negociações do dia às 11h30 de Brasília, 8h30 no horário local. Os preços do milho e do trigo atingiram o limite de alta da bolsa.

O trigo é o produto que apresenta a maior valorização. O contrato com vencimento em março era negociado às 9h30 de Brasília com alta de 5,71% sobre o fechamento de ontem, cotado a US$ 9,26 por bushel (US$ 20,41 por saca ou US$ 340,25 por tonelada), já no limite de alta.

Desde a noite de ontem, após o fechamento do mercado, os preços do trigo atingiram o limite de alta e ainda permanecem nesse patamar.

Ontem, o contrato da soja com vencimento em março terminou o dia a US$ 16,75 por bushel (US$ 36,93 por saca ou US$ 615,46 por tonelada), o que representou uma valorização de 2,45% sobre o dia anterior.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Há pouco, os preços alcançaram US$17,31 (US$ 38,16 por saca ou US$ 636,04 por tonelada), acumulando uma valorização de superior a 3%.

No caso do milho, a alta dos preços era ainda mais expressiva entre as commodities. O contrato para entrega em março subia 5,12%, cotado a US$ 7,1875 (US$ 16,98 por saca ou US$ 282,97 por tonelada).

Rússia e Ucrânia são dois importantes produtores e fornecedores globais de trigo. Os ucranianos têm como maiores clientes os países europeus, enquanto a Rússia abastece a Ásia e a China.

No entanto, ambos fornecem trigo para o Brasil, principalmente quando há problemas de abastecimento na Argentina, principal vendedor para os moinhos brasileiros.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Bloomberg Línea

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno