Thais Borges

A despeito do avanço da IA, o know-how tributário ganha cada vez mais valor no mercado

O elemento humano permanece como a peça-chave na compreensão contextual, na tomada de decisões estratégicas e na abordagem adaptável exigida pelo ambiente tributário

Vivemos em um momento em que os avanços tecnológicos e as inovações disruptivas originadas desse cenário têm provocado debate em torno do futuro do mercado de trabalho e das profissões em geral. A crescente influência da Inteligência Artificial (IA) no ambiente corporativo e na sociedade como um todo naturalmente levanta questionamentos acerca do papel do capital humano e da viabilidade das habilidades especializadas em um contexto em que a automação transforma as dinâmicas tradicionais do trabalho.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2022/03/Ebook-Investindo-para-a-Aposentadoria-1.jpg

No setor tributário, a tecnologia tem sido assimilada como um suplemento para as capacidades humanas, exercendo o papel de apoio às habilidades especializadas dos profissionais, e expandindo, assim, o escopo desse debate. A despeito do temor inicial de que a IA pudesse substituir por completo o conhecimento humano, a realidade atual revela uma crescente valorização e demanda pela expertise tributária, criando um cenário propício para aqueles que dominam esse campo de conhecimento. As constantes mudanças nas legislações tributárias, aliadas à iminência de uma Reforma Tributária, ampliam ainda mais a necessidade de especialistas capazes de compreender e aplicar os complexos regulamentos fiscais de forma estratégica.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Investindo-no-exterior.png

A expertise tributária em alta

A expertise tributária tem se tornado altamente valorizada no mercado atual, uma vez que a sanção da Reforma Tributária se aproxima e as empresas têm enfrentado desafios significativos para otimizar seus recursos diante da intrincada complexidade do sistema tributário brasileiro. Nesse contexto, profissionais especializados nessa área, apoiados por ferramentas inovadoras, são imprescindíveis para ajudar as organizações a navegarem por esse cenário desafiador, aplicando seu conhecimento fiscal, aliado a análise de informações estratégicas.

A Reforma Tributária, ao visar simplificar e modernizar o sistema tributário do país, está gerando uma demanda ainda maior por especialistas em análise e gestão de dados estratégicos. As empresas estão buscando profissionais capazes de compreender as mudanças propostas, avaliar seus impactos nas operações empresariais e fornecer orientações estratégicas para garantir a conformidade fiscal e a eficiência financeira. A habilidade de interpretar as nuances fiscais, e propor soluções criativas para otimizar os recursos empresariais é um diferencial crucial em um ambiente de negócios onde a conformidade fiscal e a gestão eficiente dos tributos desempenham um papel fundamental no sucesso e na competitividade das organizações.

A capacidade analítica como elemento essencial da gestão de impostos

A capacidade de raciocínio crítico e analítico se revela como um elemento fundamental para uma gestão fiscal eficiente e de alto valor estratégico, e essa competência encontra-se intrinsecamente ligada a flexibilidade e ao pensamento crítico, atributos essenciais ao trabalho dos profissionais da área tributária. Enquanto a Inteligência Artificial (IA) certamente pode auxiliar em tarefas como análise de dados e conformidade, é improvável que consiga reproduzir integralmente a complexa tomada de decisões e o pensamento estratégico que os especialistas tributários trazem consigo.

É muito improvável, por exemplo, que as lideranças corporativas passem a confiar decisões fiscais cruciais à AI sem reservas em um futuro próximo. Isso seria imprudente, dada a natureza delicada do assunto. É extremamente importante, ter em mente que a IA – e a tecnologia de maneira geral – são apenas um suporte – uma ferramenta que, semelhante a qualquer outra, possui o potencial de complementar e enriquecer os esforços de profissionais humanos, em vez de suplantá-los inteiramente.

É incontestável que a IA representa um avanço tecnológico notável, capaz de otimizar certos aspectos da gestão fiscal por meio de automação e análise de dados em larga escala. No entanto, a substituição completa dos profissionais da área tributária por IA é uma perspectiva que considero equivocada. A complexidade das leis tributárias, as nuances específicas de cada setor e as demandas estratégicas das empresas requerem o conhecimento especializado e o discernimento humano, não há dúvidas disso. A expertise tributária é indispensável para interpretar com precisão as leis fiscais, identificar oportunidades estratégicas, oferecer orientação personalizada e tomar decisões fundamentadas.

Portanto, a despeito do avanço da IA, o know-how tributário, aliado ao uso de novas tecnologias, permanecem como pilares, indispensáveis para a excelência na gestão fiscal, proporcionando insights estratégicos, interpretação precisa das leis tributárias e orientação especializada às empresas.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Nota

Os textos e opiniões publicados na área de colunistas são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a visão do Suno Notícias ou do Grupo Suno.

Thais Borges
Mais dos Colunistas
Lucca Mendes A inovação tecnológica é a nova aliada na gestão dos escritórios jurídicos

No contexto atual dos escritórios de advocacia, a inovação tecnológica emerge como um pilar central para a adaptação e o sucesso em um mercado cada vez mais alinhado à...

Lucca Mendes
Marcelo Simões Na Páscoa, o que fica é o amargor tributário 

A época da Páscoa é um momento doce para o mercado, que se aquece com o lançamento de chocolates e retrai o olhar de milhões de consumidores. Para termos uma perspecti...

Marcelo Simões

Compartilhe sua opinião