Rodrigo Amato

Capital Markets as a Service e Credit as a Service impulsionam o mercado de capitais

Entre as vantagens do CaaS estão a redução de riscos, já que a há quantidade maior de informações sobre o cliente, bem como a sua fidelização

Tenho falado com frequência por aqui sobre o quão fundamental é tornar o mercado de capitais mais democrático e menos burocrático. Uma das ferramentas que mais tem contribuído para isso nos últimos tempos é o credit as a service (CaaS), ou seja, o crédito como um serviço. Em linhas gerais, tratam-se de tecnologias e estruturas white label (em português, etiqueta branca) que permitem a empresas do setor financeiro oferecerem serviços incorporados.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Para que uma companhia ofereça esse tipo de serviço é necessária a parceria com uma fintech, que disponibiliza meios para que as organizações utilizem as relações com seus consumidores para criar um novo serviço. E aí entram em campo as vantagens do Open Finance, que permitem a transferência de dados entre instituições com mais facilidade por meio de APIs. A partir disso, é possível utilizar os dados que a companhia tem de seus clientes para gerar, por exemplo, uma linha de crédito personalizada. Esse tipo de informação um banco tradicional não tem acesso normalmente, por isso a experiência é tão personalizada e diferenciada. Entre as vantagens do CaaS estão a redução de riscos, já que a há quantidade maior de informações sobre o cliente, bem como a sua fidelização.

No caso da Laqus, agregamos ao mercado de crédito inovando com o que chamamos de Capital Markets as a Service (CMaaS) e temos ajudado diversas empresas de CaaS a melhorarem suas esteiras, bem como utilizarem o mercado de capitais para formalizarem suas operações. São oferecidas soluções integradas via API, plataforma white label para emissão, liquidação e depósito, incluindo automação e monitoramento de dívidas e outras ferramentas que otimizam operações, permitindo uma gestão mais eficaz e eficiente.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Alguns exemplos práticos para exemplificar como essa solução é utilizada na Lagus: emissão de Nota Comercial (IOF Crédito 0%) em substituição a instrumentos tradicionais; Certificado de Recebíveis (CR) como veículo de securitização eficiente; integrações de ponta a ponta e soluções customizadas; e monitoramento e gestão de dívidas e obrigações. Tudo isso pode ser feito plugando qualquer plataforma de CaaS em nosso CMaaS, transformando a experiência e a qualidade do serviço prestado para o cliente final.

Fato é que o CMaaS e o CaaS vieram para ficar, especialmente por serem modelos de negócio transformadores e exponenciais, à medida que permitem que empresas utilizem plataformas e serviços terceirizados para acelerar o desenvolvimento e a implantação de produtos financeiros inovadores. É um importante movimento que facilita a adaptação às rápidas mudanças do mercado de capitais e permite uma abordagem menos burocrática e mais segura na criação de produtos sob medida.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Nota

Os textos e opiniões publicados na área de colunistas são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a visão do Suno Notícias ou do Grupo Suno.

Rodrigo Amato
Mais dos Colunistas
Victor Bessa Não pare de comprar: A Grande Lição da Maior Bolha Financeira da História

Você sabia que a economia do Japão, hoje conhecida por estar estagnada há décadas, com um histórico de deflação e pouquíssimo crescimento econômico, já foi considerada...

Victor Bessa
Camila Nasser Falta clima no mercado de capitais

Quando nos deparamos com a tragédia no Rio Grande do Sul, é válida a reflexão sobre como podemos mitigar ou até mesmo evitar novas tragédias climáticas por meio de uma...

Camila Nasser

Compartilhe sua opinião