Guilherme Cavalcanti

A vantagem das ações no longo prazo

Análise histórica ressalta a resiliência e a vantagem das ações como veículos para a geração de riqueza e crescimento patrimonial a longo prazo

Para os investidores empenhados em criar valor e expandir seus recursos financeiros, compreender a dinâmica das ações no mercado é essencial. Afinal, uma ação representa mais do que um mero pedaço de papel negociado em bolsas de valores. É, na verdade, uma fatia dos ganhos e do potencial de uma empresa real, inserida em atividades que têm impacto tangível na sociedade. Bens como o ouro ou obras de arte, embora possuam seu valor, permanecem estáticos, incapazes de gerar renda por si só.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Considere o cenário de alguém empreendendo no ramo de balanças para farmácias. Ao investir em uma balança inicialmente, o retorno anual possibilita a expansão do negócio, adquirindo mais ativos que, por sua vez, geram mais renda. Esse ciclo virtuoso de reinvestimento é fundamental para empresas que almejam um crescimento sustentável ao longo do tempo, refletindo a essência do empreendedorismo e do capitalismo produtivo.

Esse exemplo é a grande diferença de investirmos em algo que nos gere fluxo de caixa e algo que não nos gera. Você comprar ouro, moedas ou uma obra de arte por si só não irá te retornar valor intrínseco visto que o único ganho está na negociação do bem (especulação), enquanto você investir em algo que te gera fluxo de caixa, o retorno será obtido através da produção de um produto ou serviço específico, agregando valor na sociedade.

Uma pesquisa muito renomada, conduzida pelo economista Jeremy Siegel, lançou luz sobre os retornos reais de diversos ativos nos Estados Unidos desde 1802. Seus achados revelaram que as ações se destacaram ao longo do tempo, oferecendo o mais alto retorno real em comparação a outros investimentos como títulos públicos e privados, ouro e dólar. Essa análise histórica ressalta a resiliência e a vantagem das ações como veículos para a geração de riqueza e crescimento patrimonial a longo prazo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Ao comparar essas modalidades de investimento, torna-se evidente que as ações possuem uma natureza única de gerar renda e prosperidade econômica. Enquanto a renda fixa desempenha um papel importante no financiamento de projetos e ativos na economia, as ações representam investimentos dinâmicos em empresas ativas e produtivas, alinhadas com o crescimento e desenvolvimento contínuo da sociedade.

Em síntese, os ativos geradores de renda, em especial as ações e os fundos imobiliários, emergem como pilares fundamentais para a construção de patrimônio e a realização de objetivos financeiros a longo prazo. Investir em empresas e setores que impulsionam o progresso da sociedade não só promove retornos sustentáveis, mas também contribui para o avanço econômico e social em larga escala.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Nota

Os textos e opiniões publicados na área de colunistas são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a visão do Suno Notícias ou do Grupo Suno.

Guilherme Cavalcanti
Mais dos Colunistas
Victor Bessa Não pare de comprar: A Grande Lição da Maior Bolha Financeira da História

Você sabia que a economia do Japão, hoje conhecida por estar estagnada há décadas, com um histórico de deflação e pouquíssimo crescimento econômico, já foi considerada...

Victor Bessa
Renan Bonini Compre ao som de canhões e venda ao som de violinos

A expressão “Compre ao som de canhões e venda ao som de violinos” é frequentemente atribuída ao grande investidor Warren Buffett. No entanto, sua origem remonta ao per...

Renan Bonini

Compartilhe sua opinião