Cielo (CIEL3) anuncia pagamento de JCP de R$ 74,8 milhões

Cielo (CIEL3) anuncia pagamento de JCP de R$ 74,8 milhões
Cielo (CIEL3) - Pagamento com NFC. Foto: Divulgação

A Cielo (CIEL3) anunciou nesta quarta-feira (3) que fará o pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no valor total de R$ 74,8 milhões, referentes ao terceiro trimestre deste ano.

Segundo o fato relevante da Cielo, o valor final por ação dos  Juros sobre Capital Próprio é de R$0,027. O pagamento deve acontecer no dia 26 de novembro de 2021, sendo considerado para recebimento do valor os detentores de ações da empresa até o fechamento da sessão do dia 8 deste mês. A partir do dia 9, as ações serão negociadas como “ex juros”. Os JCP estão sujeitos à incidência de imposto de renda.

As ações da Cielo fecharam o pregão de hoje em alta de 3,57%, cotadas a R$ 2,32.  Neste ano, no entanto, já acumulam queda de 40,51%.

Com a divulgação do balanço do terceiro trimestre feita hoje, após o fechamento da bolsa, os papéis da companhia podem ser valorizados. A empresa viu seu lucro líquido aumentar 111,1% no trimestre, o que corresponde a R$ 211,9 milhões.

Cielo teve desvalorização de 90%, mas está barata demais para não comprar, diz Genial

A Genial Investimentos iniciou a cobertura da Cielo no mês passado, com recomendação de compra e um preço-alvo de R$ 3,50 por ação. Em relatório assinado por Eduardo Nishio, Bruno Bandiera e Guilherme Vianna, a Genial disse não ter na Cielo a preferência no setor de adquirência, e não vê na empresa um destino para apostar todas as fichas.

A companhia, antes dominante no mercado de maquininhas, teimou em ignorar novas entrantes no setor. E eram rivais de peso. A PagSeguro (PAGS34) capturou os microempresários da base da pirâmide que nunca haviam usado maquininhas de cartão. A Stone (STOC31) se espalhou entre clientes do meio da pirâmide e o Santander Brasil (SANB11) atacou frontalmente com a criação da Getnet.

O resultado: a Cielo tornou a perder sucessivamente market share, culminando em uma desvalorização de quase 90% do valor de mercado desde o pico, há 5 anos atrás. “A empresa já perdeu a ambição de ser uma companhia de tecnologia de ponta em meios de pagamentos, mas ela está bem barata, os fundamentos estão melhorando e do ponto de vista dos controladores, achamos que algo poderia ser feito para destravar valor”, ponderam.

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!