Captação de recursos de startups brasileiras sobe 159% em outubro, para R$ 2 bi

As startups do Brasil apresentaram o melhor resultado em captação de recursos desde junho de 2022, de acordo com dados divulgados pelo Inside Venture Capital, da plataforma de inovação Distrito. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Em outubro, foram levantados US$ 376,4 milhões em 54 rodadas, o que equivale a R$ 2 bilhões em captação de recursos. Esse número representa uma alta de 159% em relação aos US$ 145,3 milhões, ou seja R$ 729 milhões, levantados em setembro em 42 rodadas.

Em contrapartida, os números de recursos captados pelas startups brasileiras apresentados neste ano ficaram bem abaixo do total no mesmo mês de 2021, quando as as empresas levantaram US$ 924,8 milhões, o que equivale a R$ 4.6 bilhões, em 80 rodadas.

De janeiro a outubro deste ano, os investimentos no setor atingiram US$ 4,1 bilhões, o que representa R$ 20 bilhões, com 557 operações, comparados aos US$ 8 bilhões, ou R$ 40 bilhões, em 705 acordos registrados no mesmo período de 2021.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Startups: cenário adverso

O CEO e cofundador do Distrito, Gustavo Gierun, explicou o motivo da baixa: “As startups ainda estão enfrentando um cenário adverso por causa da menor liquidez no mercado, puxada pelo ciclo de alta de juros no mundo inteiro e o ajuste no valor de mercado das empresas de tecnologia. Mas os números de outubro mostram que o mercado de venture capital no país é resiliente e que os investidores continuam encontrando boas oportunidades”.

O executivo também mencionou o aumento do apetite por investimentos em operações mais maduras.

Dessa forma, o destaque ficou para as empresas de tecnologia que desenvolvem produtos financeiros, as chamadas fintechs. 

Elas captaram US$ 250,2 milhões, o que equivale a R$ 1,2 bilhão, em 18 rodadas. A primeira registradora de recebíveis autorizada a operar pelo Banco Central, a Cerc, levantou US$ 100 milhões, ou seja R$ 502 milhões, em uma rodada Series C liderada pelo Mubadala.

Além disso. em outubro aconteceram 10 fusões e aquisições, o que indica estabilidade em relação às 11 operações do mês de setembro e queda, se comparado aos 30 M&As que ocorreram em outubro de 2021.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Fundos-Imobiliarios-Desktop-1.jpg

Vanessa Loiola

Compartilhe sua opinião