C&A já reabriu 43 lojas no País; companhia teve prejuízo de R$ 55,4 mi no 1T20

C&A já reabriu 43 lojas no País; companhia teve prejuízo de R$ 55,4 mi no 1T20
C&A

De suas 286 lojas no Brasil, a C&A (CEAB3) já reabriu 43. O presidente da varejista de moda, Paulo Correa Junior, afirmou, nesta quinta-feira (28), em teleconferência com analistas, que a maioria dessas unidades estão localizadas no Sul do País. As lojas estavam fechadas em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A empresa também divulgou seus resultados e teve prejuízo de R$ 55,4 milhões no trimestre encerrado em março.

Segundo o executivo da C&A, a flexibilização da quarentena, adotada por conta da pandemia de coronavírus, está sendo mais rápida no Sul. Correa disse que as vendas de smartphones, tablets, kindles e relógios tem aumentado consideravelmente em comparação a 2019. Já no setor de vestuário, o executivo afirmou que os itens mais procurados são de conforto e inverno.

Sobre as medidas de precaução em relação a reabertura das lojas, ainda por conta da disseminação do coronavírus, o presidente da C&A disse que tomou uma série de providências. “Estamos medindo a temperatura dos funcionários na chegada, sinalizamos as lojas para ter distanciamento entre as pessoas, disponibilizamos álcool em gel e máscaras para todos. Os provadores não estão abertos e controlamos o número de clientes na loja”, disse. Vale destacar que por conta dos provadores fechados, a rede aumentou o prazo de trocas de produtos de 30 para 90 dias.

Garanta acesso ao Suno One, a central de informações para quem quer aprender a investir. Acesse gratuitamente clicando aqui.

A Same Stores Sales (Vendas Mesmas Lojas) da C&A até o dia 13 de março, antes das medidas de quarentena aumentaram 7,3% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Resultados da C&A no 1T20

A varejista de moda divulgou seus resultados referentes ao primeiro trimestre deste ano, na noite da última quarta-feira (27). A varejista de moda registrou prejuízo de R$ 55,4 milhões. Vale destacar que, no mesmo período do ano passado, a companhia teve um lucro líquido de R$ 751,4 milhões.
O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebtida) ajustado teve queda de 87,9%, ficando em R$ 91,1 milhões.

A receita líquida da C&A ficou em R$ 976,9 milhões; queda de 6,1% ante o mesmo período de 2019. A companhia destacou que a queda na receita está ligada diretamente a crise provocada pela pandemia de coronavírus.

As despesas operacionais pro forma da companhia totalizaram R$ 544,7 milhões no trimestre, uma alta de 2,4%.

O resultado financeiro da C&A ficou negativo em R$ 39 milhões. No mesmo intervalo do ano passado, este resultado foi positivo de R$ 528,2 milhões.

Juliano Passaro

Compartilhe sua opinião