Méliuz (CASH3) recua após resultados, mas BTG e XP dizem que é hora de comprar

Méliuz (CASH3) recua após resultados, mas BTG e XP dizem que é hora de comprar
Méliuz. Foto: Reprodução Facebook

As ações da Méliuz (CASH3) despencavam na sessão desta segunda-feira (17) depois do portal de descontos e cashback reportar os números do primeiro trimestre deste ano. Embora o resultado pareça não ter agrado o mercado, analistas do BTG Pactual (BPAC11) e da XP concordaram: as perspectivas para a empresa são positivas.

A Méliuz registrou um lucro líquido de R$ 3,01 milhões entre janeiro e março, um montante 51,2% menor em relação ao mesmo período do ano passado, impactado negativamente pelo crescimento de despesas. A receita líquida atingiu R$ 51,81 milhões, avanço de 63,7%.

“Em última análise, continuamos otimistas e reiteramos nossa recomendação de compra e preço alvo de R$ 41, pois acreditamos que a startup seja o melhor veículo para capturar a concorrência agressiva nos setores de e-commerce e financeiro”, disseram os analistas Marcel Campos e Matheus Odaguil, da XP Investimentos, em relatório.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

No acumulado do ano até março, o portal apurou abertura de 2,4 milhões de contas, uma média de 27 mil contas abertas por dia corrido. O número de usuários ativos subiu 226%, para 7,1 milhões. O volume bruto de mercadorias (GMV, na sigla em inglês) totalizou R$ 2,9 bilhões no trimestre, avanço de 93% sobre o mesmo período de 2020.

A recém adquirida Picodi teve receita de R$ 7,7 milhões e R$ 277 milhões de GMV no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 21% em ambos os indicadores na base anualizada.

“Apesar da receita mais baixa do que o esperado, ainda vemos as receitas melhorando, com GMV acelerando no primeiro trimestre. A aquisição da Picodi e novas parcerias com financeiras também devem gerar mais receitas neste ano. Reiteramos Méliuz como COMPRA e top pick para 2021″, avaliou o analista Eduardo Rosman, do BTG Pactual. O banco tem preço-alvo de R$ 40,00 para a empresa.

Méliuz cai depois de resultados

Por volta das 16h, os papéis ordinários da Méliuz recuavam 4,97%, a R$ 34,20.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião