Braskem (BRKM5) estima custos adicionais de R$ 3 bilhões em Alagoas

Braskem (BRKM5) estima custos adicionais de R$ 3 bilhões em Alagoas
braskem (divulgação)

A Braskem (BRKM5) estimou hoje custos adicionais em R$ 3 bilhões relativos ao desastre ambiental ocorrido em Alagoas, referentes à implementação de exigências da Agência Nacional de Mineração (ANM).

Em fato relevante enviado para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa informou hoje ao mercado que tomou conhecimento de um ofício da ANM sobre as medidas para encerramento das atividades de extração de sal em Maceió (AL), com o fechamento da mina, incluindo o preenchimento com material sólido de determinados poços de sal adicionais.

“Conforme já informado em outras oportunidades, a companhia vem implementando ações de preenchimento de quatro poços de sal com material sólido, processo que deve durar três anos, e de fechamento convencional e monitoramento dos seus demais poços de sal”, informou a empresa.
Segundo a Braskem, estas ações foram definidas com base em recomendações de instituições independentes e e”specialistas de renome nacional e internacionalmente”, e vêm sendo compartilhados com a ANM.

Braskem diz que custos adicionais podem sofrer alterações

Para colocar em prática as medidas definidas pela ANM e considerando as informações preliminares existentes até agora, a Braskem estima aproximadamente o valor adicional de R$ 3 bilhões em
custos e despesas, adicional aos valores já provisionados. “Tais custos e despesas adicionais, se confirmados, serão incorridos no longo prazo em razão da complexidade dos aspectos técnicos”, acresentou a empresa.
Além disso, a empresa acrescentou que o valor total pode ser “materialmente diferente” da estimativa preliminar” com base em diferentes fatores, incluindo o resultado das ações de monitoramento e preenchimento dos poços, potenciais determinações da ANM no futuro, dificuldades técnicas não esperadas ou custos ou fatores não previstos.
“Adicionalmente, a ANM poderá reavaliar as medidas estabelecidas no Ofício, inclusive dispensar o preenchimento de poços remanescentes em caso de estabilização do solo”, declarou a empresa. Por volta de 10h30, as ações da Braskem recuavam 1,42%, a R$ 23,61, enquanto o Ibovespa perdia 0,41%.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião