Bradespar (BRAP4) e Gerdau (GGBR4) dispararam e lideram ganhos do Ibovespa

Bradespar (BRAP4) e Gerdau (GGBR4) dispararam e lideram ganhos do Ibovespa
Com minério em quedas sucessivas e ficando nos menores patamares, companhias do setor puxam o Ibovespa para baixo - Foto: Pixabay

As maiores altas do Ibovespa foram predominantemente de ações de siderúrgicas, mas o topo ranking ficou com a Bradespar (BRAP4).

Abaixo, as siderúrgicas Gerdau (GGBR4), CSN (CSNA3) e Usiminas (USIM5). A Metalúrgica Gerdau (GOAU4) fecha o top cinco.

Veja o desempenho das companhias no acumulado da semana:

  • Bradespar (BRAP4): +9,08%
  • Gerdau (GGBR4): +6,05%
  • CSN (CSNA3): +5,19%
  • Metalúrgica Gerdau (GOAU4): +4,47%
  • Usiminas (USIM5): +4,09%

1. Bradespar capitaneia altas do Ibovespa

Bradespar, conhecida como a “Vale (VALE3) com desconto” por deter participação da gigante da mineração, se beneficiou do avanço dos preços do minério de China que se recuperou depois de uma perda na semana anterior.

As ações preferenciais da holding fecharam com uma performance positiva de 9,08% nos últimos cinco pregões, a R$ 73,07.

2. Gerdau

Assim como a predecessora, a Gerdau retomou a trajetória de alta após a recuperação dos preços do minério de ferro na China. Na semana anterior a esta, os papéis da siderúrgica lideraram as perdas do Ibovespa.

O desempenho das ações da Gerdau na semana encerrada na sexta-feira (25) ficou positivo em 6,05%, com os ativos fechando a R$ 30,84.

3. CSN

A CSN repetiu a história das duas últimas, embora com alguns temperos adicionais.

Na terça-feira (22), o Valor Econômico reportou que o grupo está em vias de fechar a compra da Cimentos Elizabeth, do fundo Farallon, em uma operação de R$ 1,1 bilhão.

De acordo com a Ativa Research, a aquisição seria um passo importante para a divisão de cimentos da CSN, pois “aumentaria sua capacidade de produção em aproximadamente 30%”.

A ordinária da CSN subiu 5,19% no período, para R$ 43,55.

4. Metalúrgica Gerdau

Na mesma toada de sua controladora, a Metalúrgica Gerdau avançou na semana depois do aumento dos preços do minério de ferro na China.

A ação preferencial encerrou a R$ 14,27, com uma valorização acumulada de 4,47%.

5. Usiminas

A Usiminas levou a quinta posição da lista com um aumento de 4,09% no preço dos papéis devido à, sim, recuperação da commodity no país asiático.

A variação foi a quinta maior do Ibovespa na semana e deixou o papel valendo R$ 18,84.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se