Bolsas asiáticas e europeias sobem nesta segunda; Ibovespa deve seguir mercado externo?

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em leve alta nesta segunda-feira (30), com investidores à espera de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e o Banco Central do Japão (BoJ) apenas confirmem a atual política monetária nos próximos dias.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Esse cenário pode ter alguma repercussão nas negociações do Ibovespa hoje, que fechou a sessão de sexta-feira (27) em queda de 1,29% aos 113.301.35 pontos.

Entre as bolsas asiáticas, o índice sul-coreano Kospi avançou 0,34% em Seul, a 2.310,55 pontos, com a ajuda de ações de empresas aéreas e de defesa, enquanto o índice Hang Seng mostrou ganho apenas marginal em Hong Kong, de 0,04%, a 17.406,36 pontos, e o índice Taiex se comportou de forma semelhante em Taiwan, com alta de 0,09%, a 16.149,68 pontos.

Em Hong Kong, o bom desempenho de ações de tecnologia e farmacêuticas compensou perdas no setor bancário. O papel do HSBC caiu 1,46%, após o banco britânico focado na Ásia divulgar balanço aquém das expectativas. Ainda em Hong Kong, a ação da Evergrande sofreu queda de quase 10%, após mostrar bastante volatilidade com notícia de que uma corte local adiou audiência sobre a difícil situação financeira da incorporadora chinesa, de hoje para 4 de dezembro.

Na China continental, o Xangai Composto teve ligeiro avanço de 0,12%, a 3.021,55 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto garantiu alta mais expressiva, de 1,40%, a 1.884,54 pontos. Por outro lado, o japonês Nikkei recuou 0,95% em Tóquio hoje, a 30.696,96 pontos, pressionado por ações de montadoras e do setor farmacêutico.

Investidores na Ásia estão na expectativa de que tanto o banco central dos EUA quanto o do Japão deixem seus juros inalterados nesta semana. A decisão do BoJ será conhecida na madrugada desta terça-feira (31) e a do Fed, na tarde de quarta-feira (1º).

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no vermelho nesta segunda-feira, renovando o menor nível em 12 meses. O S&P/ASX 200 caiu 0,79% em Sydney, a 6.772,90 pontos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Bolsas europeias sobem, após PIB alemão encolher menos do que o esperado

As bolsas europeias operam em alta na manhã desta segunda-feira (30), enquanto investidores avaliam desempenho econômico melhor do que o esperado da Alemanha e mais balanços corporativos, em uma semana que também trará decisões de juros nos EUA e no Reino Unido.

Confira os índices perto das 8h05:

  • Londres (FTSE100): +0,78%
  • Frankfurt (DAX): +0,65%
  • Paris (CAC 40): +0,78%
  • Madrid (Ibex 35): +1,02%
  • Europa (Stoxx 600): +0,73%

Ajudando a sustentar o apetite por risco, que vem desde a abertura dos negócios, o PIB da Alemanha encolheu menos do que se previa no terceiro trimestre, com queda de 0,1% ante os três meses anteriores. Além disso, houve revisão para cima de dados anteriores, levando a maior economia da Europa a evitar a recessão anteriormente anunciada, entre o fim do ano passado e começo deste ano.

No meio da manhã, serão conhecidos dados preliminares da inflação ao consumidor (CPI) alemão referentes a outubro.

Na zona do euro, o índice de sentimento econômico da zona do euro recuou levemente em outubro, para 93,3 pontos, mas superou as expectativas.

A temporada de balanços também segue no radar. O HSBC impulsionou lucros no terceiro trimestre, mas os resultados ficaram aquém do esperado.

Nos próximos dias, a atenção de investidores na Europa vai se voltar para anúncios de juros nos EUA, na quarta-feira (dia 1º), e no Reino Unido, no dia seguinte, o que deve mexer com as bolsas asiáticas e europeias ao longo da semana.

Com informações de Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião