BlackRock lucra US$ 1,55 bilhão no 4T20, superando expectativas

A BlackRock (NYSE: BLK) apresentou, na manhã desta quinta-feira (14), seu resultado do quarto trimestre de 2020. A maior gestora de recursos do planeta registrou um lucro líquido de US$ 1,55 bilhão, alta de 19% sobre o mesmo período de 2019, superando as expectativas do mercado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/1420x240-Banner-Home.png

O lucro líquido ajustado por ação da BlackRock ficou em US$ 10,18, enquanto analistas de Wall Street esperavam um resultado de US$ 9,14, segundo dados compilados pela Refinitiv.

O resultado da BlackRock foi fortemente impulsionado pelo maior movimento dos mercados financeiros no fim do ano passado, resultando em maiores taxas e valorização de ativos. O montante administrado pela gestora passou de US$ 7,43 trilhões em 2019 para US$ 8,68 trilhões no fim de 2020.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A receita total, por sua vez, saltou 13% na relação anual, atingindo US$ 4,48 bilhões. A maior fonte de receita no trimestre foram justamente as maiores taxas pela gestão dos recursos, além de consultorias para aos clientes.

A forte volatilidade do período entre outubro e dezembro, marcada pelas eleições presidenciais nos Estados Unidos e pela chegada de vacinas contra o novo coronavírus (Covid-19), impulsionaram a arrecadação dos fundos negociados em Bolsa da gestora. Foi registrada a entrada trimestral de US$ 127 bilhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

BlackRock investe em tecnologia e negocia na máxima histórica

O CEO da BlackRock, Laurence D. Fink, disse que “nossas áreas estratégicas de investimento floresceram em 2020 quando vimos uma demanda recorde do cliente por ações ativas, sustentáveis e estratégias de investimento alternativas, gerando US$ 185 bilhões de entradas líquidas em ETFs iShares e ultrapassando USS $ 1 bilhão em receita de serviços de tecnologia”.

“O investimento contínuo da BlackRock na construção de uma plataforma de investimento multifacetada com tecnologia integrada, gerenciamento de dados e risco, escala, alcance global e interconectividade nos permite oferecer um desempenho de investimento forte e consistente e resultados mais estáveis ​​para nossos clientes”, comentou Fink.

Em função dos fortes resultados, junto a um otimismo generalizado dos investidores globais no fim de 2020 e altas expectativas sobre a recuperação econômica mundial em 2020, as ações da BlackRock são negociadas na máxima histórica. A marca foi atingida ontem, com os papéis encerrando o pregão em Nova York cotados a US$ 779,75. Hoje, porém, por volta das 13h, caem 3,37%, para US$ 753,45.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno