Black Friday: Vendas online avançam 41% na semana

Black Friday: Vendas online avançam 41% na semana
Black Friday: vendas online crescem na semana anterior

As vendas no e-commerce nos sete dias que antecederam a Black Friday, que acontece hoje, mostraram um crescimento de 41% em relação ao mesmo período de 2019, totalizando R$ 2 bilhões. A divulgação foi feita pela Ebit|Nielsen, empresa de informações e dados, na noite desta quinta (26).

No intervalo analisado, que vai do dia 19 a 25 de novembro, tanto o número de pedidos no e-commerce cresceu, alcançando 4,5 milhões, alta de 23%, quanto o ticket médio, (valor gasto por cada pessoa em média) subiu 15%, para R$ 453.

O crescimento das vendas no período anterior à Black Friday se mostra em linha ao esperado pela Ebit|Nielsen, que esperava uma alta de até 27% em relação ao faturamento de 2019.

Avanço é visto também no dia que antecede Black Friday

Nesta quinta-feira (26), um dia antes da Black Friday, a parcial também mostrava crescimento. Até as 15h59, a comparação com o mesmo período de 2019 mostrava um avanço de 34% nas vendas online.

Entre os segmentos de mais destaque estão os de pet shop, subindo 239%, de casa e decoração, 147% e de bicicletas, 93%.

Por localidade, quem mais avançou nas compras on-line na véspera da Black Friday foi a região Nordeste, com uma taxa de crescimento de 59%, seguido pela região Sul, com 48%, e pela Sudeste, com 37%. A Região Sudeste, entretanto, ainda é a maior contribuidora do volume de vendas total, representando 61% de todo faturamento.

Apesar de promoções, e-commerce desacelera

Apesar da Black Friday e dos dias que a antecedem atraírem muitos consumidores por conta das promessas de descontos, estas não foram suficientes para manter o crescimento do e-commerce visto nos meses de julho a setembro.

No terceiro trimestre, as vendas on-line avançaram 43,5% na comparação com o mesmo período de 2019. Em outubro, o avanço foi de apenas 19,1% e nos primeiros 11 dias de novembro o crescimento era de 29% sobre o ano anterior.

O crescimento das vendas online, apesar da Black Friday, parece estar desacelerado um pouco.

Vitor Azevedo

Compartilhe sua opinião