B3 (B3SA3) é mantida na carteira do BTG de abril por ‘valuation atraente’; entenda

A B3 (B3SA3), incluída na carteira do BTG Pactual (BPAC11) de março, foi mantida este mês pelo banco. A casa considerou que o valuation da companhia está começando a parecer atraente após a recente queda das ações.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

A B3 se juntou ao Itaú Unibanco (ITUB4) na carteira do BTG de abril, aumentando a exposição da casa a serviços financeiros para 30%.

Em relatório, o BTG acredita ter sido “um pouco cedo” incluir a B3 em sua carteira no mês passado, dado o desempenho da ação. Mas, considerando seu desempenho significantemente inferior em comparação ao da XP no mês, enxerga a companhia agora como um player melhor de beta no curto prazo para o Brasil.

Para a casa, o valuation da B3 está começando a parecer atraente após a recente queda das ações (14,8x P/L para 2024E).

“É naturalmente muito difícil prever o momento exato, mas a combinação de baixas expectativas e posicionamento muito baixo pode significar espaço para a ação subir. Geralmente isso é visto como uma forma muito simples e altamente líquida de se expor ao beta do Brasil no caso de uma melhora no apetite ao risco dos investidores”, avalia o BTG.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

B3 (B3SA3) anuncia novo valor do pagamento de JCP para abril; veja quanto

A B3 anunciou um novo reajuste no valor por ação do seu pagamento de juros sobre capital próprio, relativo ao primeiro trimestre de 2024. A quantia passou de R$ 0,05232175 para R$ 0,05245279 por ação.

Desse modo, o valor líquido dos JCP da B3 também foi reajustado, passando de R$ 0,04447349 para R$ 0,04458487, já considerando a tributação de 15% de Imposto de Renda na Fonte. Esse imposto não será aplicado a quem tiver tributação diferenciada ou for dispensado dele.

Esse novo pagamento de juros sobre capital próprio da B3 foi aprovado pelo conselho de administração em reunião realizada no dia 21 de março de 2024.

A distribuição dos JCP será feita em 5 de abril de 2024, sendo destinada somente aos investidores comprados nas ações da companhia até o final da sessão de 26 de março de 2024.

Por essa razão, as ações da empresa que forem adquiridas a partir da sessão seguinte, dia 27, vão passar a ser negociadas com “ex” JCP, ou seja, sem direito aos proventos da B3.

Desempenho das ações de B3

No fechamento, as ações da B3 caíram 0,33%, cotadas a R$ 11,73. Na semana, os papéis da companhia recuaram 2,08% e no acumulado do ano a queda é de 18,07%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião