AGENDA

Azul (AZUL4): tráfego total de passageiros aumenta 173% em agosto na comparação anual

Azul (AZUL4): tráfego total de passageiros aumenta 173% em agosto na comparação anual
Azul (AZUL4) . Foto: Divulgação Cesar dos Reis

A Azul (AZUL4) informou, em comunicado divulgado ao mercado nesta quarta (8), que o tráfego de passageiros consolidado (o RPK) aumentou, em agosto, 173% na comparação anual.

A companhia aérea anunciou hoje os resultados preliminares do tráfego no mês passado. A capacidade (ASKs), por sua vez, apresentou um salto de 164,3% no mesmo intervalo de comparação. Com isso, a taxa de ocupação da Azul em relação a agosto de 2020 subiu 2,5 pontos porcentuais, passando para 77,9%. Em junho de 2019, quatro mês da pandemia, essa taxa era de 83%.

Segundo a Azul, o tráfego de passageiros doméstico cresceu 176,9% em relação a agosto de 2020, enquanto a capacidade apontou uma expansão de 166,7%.

Isso resultou em uma taxa de ocupação de 78,5%, o que representa uma alta de 2,9 pontos porcentuais comparado com o mesmo período de 2020. Na comparação com 2019, o tráfego registrou avanço de 6,5%, com a capacidade subindo 12% – uma queda de 4,1 pontos na taxa de ocupação (82,6%).

Azul: aumento de passageiros que viajam para fora do país

Já no segmento internacional, o tráfego de passageiros da Azul cresceu 125% no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, enquanto a capacidade aumentou 134,8%.

Dessa forma, a taxa de ocupação do segmento ficou em 69,7%, indicando retração de 3 pontos porcentuais. Na comparação com agosto de 2019, o tráfego da aérea caiu 78,6% e a capacidade foi 74,1% menor, com taxa de ocupação de 84,2%, recuo de 14,5 pontos.

Em nota, a companhia afirmou que agosto foi outro forte mês para a Azul à medida que a vacinação contra covid-19 continua progredindo positivamente no Brasil.

“As reservas estão aumentando e a tarifa média continua bem acima dos níveis de 2019”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.

Cotação da Azul nesta quarta (8)

Antes de sair o resultado preliminar da operação da Azul, os papéis da companhia aérea registraram queda forte de 4,51%, negociados a R$ 34,67, em um dia de recuo acentuado no Ibovespa com as tensões políticas do país.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Redação Suno Notícias

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!