Assaí (ASAI3): com resultados “positivos”, bancos esperam alta de 18,7% nas ações

As ações do Assaí (ASAI3) encerraram a sessão desta terça-feira (22) em alta de 3,56%, cotadas a R$ 14,83, após a divulgação de seu novo balanço, referente ao quarto trimestre de 2023 (4T23).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

O Assaí apresentou um lucro líquido de R$ 297 milhões no 4T23, montante 26,8% menor quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

De forma geral, o BTG Pactual destacou o quadro de melhoria nos resultados do Assaí durante o último trimestre de 2023, conforme já era projetado pelo banco. Assim, a empresa conseguiu uma melhora nos números trimestrais, embora tenha sido atingida pela inflação de alimentos, que alcançou patamares mais baixos.

Apesar da pressão nas vendas devido à inflação mais baixa nos alimentos, e com a taxa de juros ainda alta pressionando os resultados financeiros de certos players mais alavancados, o BTG ainda enxerga o setor como um dos “mais resilientes”.

O banco recomenda a compra das ações do Assaí, colocando um preço-alvo de R$ 17, o que representaria uma alta de 18,71% sobre a cotação de fechamento de ontem (21).

Os analistas do Goldman Sachs destacaram que o Assaí conseguiu se sair bem diante do cenário de deflação nos alimentos no 4T23, já que é algo que poderia afetar a sua receita. Apesar disso, as vendas de mesmas lojas da empresa tiveram aumento anual de 3%, superando o seu concorrente Atacadão, que registrou baixa de 2%.

Além disso, os especialistas também enxergam um processo de conversão de lojas mais “amadurecido”. Em relação à contração da margem bruta em 0,45 p.p., o banco diz que esse movimento teve compensação pela queda na despesa operacional.

O preço-alvo estabelecido pelo Goldman Sachs para as ações do Assaí é R$ 15, o que corresponde a um valor 4,74% maior que a cotação de fechamento da última quarta-feira (21).

Safra enxerga resultados do Assaí como “positivos”

O banco Safra segue a mesma linha que o BTG, também colocando um preço-alvo de R$ 17, com recomendação “outperform”.

O Safra enxerga os resultados do Assaí como “positivos”, visto que a maturação das lojas convertidas teria impulsionado o crescimento do faturamento da companhia, e melhorado a sua margem, gerando desalavancagem.

“Esperamos que essa tendência continue em 2024, impulsionada pela melhoria do SSS devido à inflação alimentar mais elevada, o que deverá apoiar a expansão do EPS”, diz o banco sobre o Assaí.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião