AGENDA

Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) negam potencial transação de compra e venda

Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) negam potencial transação de compra e venda
Loja da Arezzo. Foto: Reprodução site.

A Arezzo (ARZZ3) afirmou que não contratou assessores financeiros e não assinou qualquer documento ou proposta com o Grupo Soma (SOMA3), em resposta ao noticiado pelo site Pipeline na tarde de ontem. A comunicação foi feita via fato relevante divulgado na noite da última quarta-feira (3).

De acordo a Arezzo, a companhia liderada por Alexandre Birman mantém conversas preliminares sobre aquisições com “diversos parceiros potenciais”.

Além disso, a empresa acrescenta que já é de conhecimento público seu objetivo de consolidar-se como uma “casa de marcas”, através do crescimento orgânico e também por meio de aquisições.

Já o Grupo Soma respondeu, também via fato relevante, que não tem qualquer negócio em desenvolvimento com a Arezzo no momento. A dona das marcas Animale e Farm também acrescentou que avalia continuamente oportunidade de aquisições que façam sentido para o objetivo de longo prazo da empresa.

Em fato relevante, o Soma destaca que a estratégia atual é “acelerar o atual portfólio de marcas, com especial atenção ao processo transformacional da Cia. Hering, a aceleração da Farm Global e da NV”.

B3 questiona oscilação nas ações do Grupo Soma

Logo após a divulgação da matéria pelo Pipeline, as ações do Grupo Soma chegaram a atingir um pico de +11% durante os negócios da sessão de ontem. Com isso, a B3 (B3SA3) questionou o motivo para as oscilações “atípicas” da empresa.

Ao final do pregão do dia, a cotação do Soma devolveu parte dos ganhos e fechou em alta de 8,90%, com as ações valendo R$ 14,80. No ano, os papéis da empresa já acumulam 10,53% de ganhos — boa parte após aquisição da Hering.

Já as ações da Arezzo apresentaram ganhos menores no pregão de ontem. Ao final das operações a cotação do grupo de moda subiu 5,33%, valendo R$ 80,06. No ano, entretanto, valorizou mais do que o Soma, cerca de 17,42%.

Possível compra do Soma pela Arezzo

Em matéria publicada pelo site Pipeline na tarde de ontem, o portal afirmava que a Arezzo vinha conversando com o Grupo Soma há meses sobre uma possível aquisição da companhia. Sem frutos até então, a negociação teria evoluído para ser tratada de forma mais efetiva pelo Conselho do Soma.

A Arezzo, marca especializada em bolsas e sapatos, está em busca de empresas para fusão e aquisição no ramo de vestuário há tempos.

Antes da Hering fechar negócio com o Soma, a empresa de Alexandre Birman fez sua oferta pelo negócio, mas não venceu. Entretanto, outras aquisições prevaleceram, como a compra das marcas Reserva e Baw.

Birman já deixou claro que continua em busca de mais empresas do setor de vestuário para adquirir. Três bancos estariam envolvidos nas conversas entre as gigantes Arezzo e Soma, segundo reportagem do site.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!