Arábia Saudita elevará exportação de petróleo para 10 milhões de barris por dia

O Ministério da Energia da Arábia Saudita informou nesta terça-feira (17) que as exportações de petróleo devem aumentar nos meses seguintes para acima de 10 milhões de barris por dia.

O aumento expressivo da exportação do petróleo é devido ao novo planejamento da Arábia Saudita de utilizar o gás como fonte de energia ao invés de queimar o petróleo.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

“A Arábia Saudita utilizará o gás produzido pela planta de Fadhili para compensar cerca de 250.000 barris por dia de consumo doméstico de petróleo, o que permitirá ao país aumentar suas exportações de petróleo nos próximos meses para que excedam 10 milhões de barris por dia”, informou o comunicado do Ministério de Energia.

Petróleo tem a pior semana desde a crise financeira de 2008

Os contratos futuros de petróleo tiveram na semana passada a pior queda desde a crise financeira de 2008. O valor do barril foi puxado pela queda na demanda devido ao novo coronavírus e à guerra de preços entre Arabia Saudita e Rússia.

O contrato Brent com vencimento para maio fechou em acumulou uma queda de 25,22% na semana, sendo cotado a US$ 33,85. Da mesma forma o petróleo WTI registrou baixa de 23,13%, cotado a US$ 31,73.

Bolsa em queda livre!? Aproveita as maiores oportunidades da bolsa brasileira com nosso acesso Suno Premium

O valor do barril despencou na última segunda-feira (9), após o desentendimento dentro da reunião da Opep. A Arábia Saudita se recusou a cancelar os cortes na produção da commodity para dar suporte ao mercado. Na mesma linha, a Rússia não entrou em acordo quanto ao corte na produção.

Sem haver o corte na produção, a oferta da commodity aumenta. Como consequência o valor do barril recua. Aliado a isso, a crise na economia global devido ao coronavírus atingiu os mercados e a demanda global. Com o crescimento da oferta e diminuição da demanda, os preços do petróleo despencaram na semana passada.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião