JHSF (JHSF3) vai pagar R$ 0,0442 por ação hoje

Hoje é um dos dias aguardados pelos investidores que seguem uma estratégia de investimentos focada em dividendos: JHSF (JHSF3) vai pagar rendimentos aos seus acionistas.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Os dividendos da JHSF a serem pagos hoje (21/08) representam um total de R$ 0,0442 por ação.

Para receber os dividendos da JHSF, os acionistas tinham que deter papéis da empresa até 10 de agosto.

Desde 11 de agosto, as ações são negociadas sem direito aos dividendos.

Rendimentos da companhia

JHSF (JHSF3)

  • Tipo: Dividendo
  • Valor por ação: R$ 0,0442
  • Data de corte: 10/08/2023
  • Rendimento: 0,80%

Dividendos são uma parte do lucro líquido de uma empresa que são distribuídos periodicamente aos seus acionistas, como forma de remuneração. Este pagamento ocorre de forma proporcional ao número de ações detido por cada acionista.

Estes rendimentos são isentos de Imposto de Renda. Existe outro tipo de distribuição de valores aos acionistas que é chamada de Juros sobre Capital Próprio (JCP). No caso dos JCP, os acionistas precisam pagar 15% de IR sobre o valor recebido da empresa.

Vale pontuar que essa matéria de dividendos do dia não configura uma recomendação de compra ou venda de ações na Bolsa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Resultados da JHSF no 2º trimestre

No trimestre, a empresa somou R$ 324 milhões em vendas residências, alta de 35% em comparação com o 1T23, mas queda de 22% na base anual.

O setor de shoppings foi o destaque, segundo o Itaú BBA, com aumento de 9% nas vendas dos lojistas frente ao ano anterior. O Shopping Cidade Jardim e o Catarina Fashion Outlet foram os principais impulsionadores desse crescimento, com aumentos de 9% e 14%, respectivamente.

Além disso, em junho, o Outlet Catarina teve aumento significativo de 20% nas vendas em comparação ao mesmo período em 2022. “Esses níveis de vendas significam um desempenho superior ao nosso indicador IDAT Malls (+2% no trimestre) e destacam a resiliência do segmento de luxo”, dizem os analistas.

Na divisão de hospitalidade, a taxa de vacância no segmento aumentou 0,9 ponto percentual no ano, atingindo 52,6%. O ticket médio manteve-se estável na base anual, com queda de 14% ante último trimestre.

Já na divisão de restaurantes, o ticket médio teve um aumento de 16% em relação ao ano anterior, chegando a R$ 291, enquanto o número de refeições permaneceu praticamente estável, com 332 mil refeições.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Camila Paim

Compartilhe sua opinião