5G: teles se posicionam contra restrições à participação de fornecedores

5G: teles se posicionam contra restrições à participação de fornecedores
5G: eventuais restrições implicariam em desequilíbrios de custos e atrasos ao processo, dizem teles

A Conexis Brasil Digital, nova marca do SindiTelebrasil, se colocou contra eventuais restrições à participação de fornecedores na tecnologia 5G no Brasil, segundo posicionamento divulgado nesta sexta-feira (27).

Em comunicado, a Conexis Brasil Digital diz ter tomado conhecimento de possíveis restrições à participação de fornecedores de equipamentos no processo de implantação das redes 5G no País e fez um apelo para a necessidade transparência, prezando pelo princípio fundamental da livre iniciativa.

“Esse ambiente de incertezas pode impactar o desempenho do setor, pois eventuais restrições implicarão potenciais desequilíbrios de custos e atrasos ao processo, afetando diretamente a população. Questões como preço, escala mundial e inovações tecnológicas dos fornecedores hoje presentes no país são determinantes para que as melhores soluções e custos competitivos do serviço possam ser oferecidos pelas operadoras aos cidadãos”, ressalta a associação de empresas de telefonia.

A Conexis Brasil Digital também chamou atenção para o fato de que fornecedores globais já atuam no país nas tecnologias 4G, 3G e 2G. Desse modo, uma possível restrição poderia afetar colateralmente a integração com a infraestrutura já em operação.

O posicionamento vem em um momento em que o Brasil, um dos locais disputados entre as potencias China e EUA disputam a hegemonia na tecnologia, é pressionado para decidir qual lado vai tomar no próximo ano, quando está previsto para acontecer o leilão de 5G

5G será marco da revolução tecnológica, dizem teles

A associação comunicou que a chegada da tecnologia 5G será um dos principais marcos da revolução tecnológica em curso e um vetor fundamental de crescimento do Brasil. Por essa razão, “um debate amplo e o caráter técnico das decisões associadas serão fundamentais para o futuro da economia brasileira”, defendem.

“Prezando pelo diálogo, reforçamos nossa disposição para contribuir nesta relevante construção da política pública, que levará o Brasil ao futuro com o 5G, e pavimentará a economia 4.0 no país, garantindo continuidade e evolução aos serviços essenciais prestados por nosso setor a toda a população brasileira”, completou a Conexis Brasil Digital.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião