Florian Bartunek Florian Bartunek

Florian Bartunek

Perfil de Florian Bartunek
Nome Completo Florian Bartunek
Local de Nascimento Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Formação Harvard Business School
Ocupação Gestor de investimento
Conhecido Como Florian Bartunek
Redes Sociais Linkedin

Biografia de Florian Bartunek

Quem é Florian Bartunek?

Florian Bartunek é reconhecido por ser um dos maiores gestores de fundos do Brasil. Ele é responsável por “cuidar” do dinheiro de grandes nomes do mercado financeiro, como do lendário George Soros e do gigante brasileiro, Jorge Paulo Lemann.

Florian Bartunek também é conhecido como o fundador da gestora de fundos Constellation, que gerencia fundos de ações. Ela atualmente possui R$ 10 bilhões em ativos sob gestão, atuando através do mercado acionário.

Segundo as suas próprias palavras, Florian Bartunek não foi aquele que nasceu com valor no berço, que começou a investir com cinco anos, nem aquele que era apaixonado por ações. Simplesmente caiu por acaso no mundo das ações, realizando um excelente trabalho desde então.

Biografia de Florian Bartunek

Florian Bartunek
Foto: Reprodução/YouTube

Em 2010, Florian Bartunek ingressou no programa Harvard Business School-Young Presidents Organization (YPO). Como se sabe, esta é uma comunidade global de líderes executivos que tiveram carreiras notáveis ​​antes dos 45 anos. Florian é o presidente da filial da YPO em São Paulo.

A YPO goza de grande reputação nos círculos acadêmicos do mercado financeiro, ajudando os alunos a aprender e se desenvolver por meio da educação. Segundo a YPO, em 2021 a comunidade conta com cerca de 30.000 membros de mais de 142 países.

Além disso, Florian Bartunek também foi professor de cursos de Value Investing da Universidade IBMEC de São Paulo, atual Insper, e diretor do Departamento Internacional da Associação Nacional dos Bancos de Investimento – ANBID.

Trajetória profissional do Florian Bartunek

Florian Bartunek
Foto: Reprodução/YouTube

O início da carreira de Florian Bartunek começou no Banco Nacional em 1989, quando era estagiário, enquanto ainda cursava administração pela Pontifícia Universidade Católica – PUC, onde se formou em 1990.

No entanto, o início de sua carreira no mercado financeiro se iniciou apenas em 1989, quando adentrou para o time do Banco Pactual, atual BTG Pactual, para o cargo de analista de investimentos.

Importante destacar que, na época, o Banco Pactual era um apenas um pequeno banco de investimentos, com pouca notoriedade no mercado. Entretanto, foi lá que Florian aprendeu a realizar análises de ações e atuar junto aos investidores estrangeiros.

Após trabalhar na empresa por 5 anos, ocupou diversos cargos, sendo chefe de research, trader, asset management e gestor de fundos. Além disso, Florian Bartunek tornou-se sócio do banco e chegou a comprar ações da empresa.

Em sua jornada no Banco Pactual, Florian Bartunek geriu diversos fundos, entre eles o  Infinity  e Andrômeda. O primeiro chegou a ser listado como um dos fundos mais lucrativos do mundo, entre os anos de 1991 a 1996.

Já o fundo Andrômeda, se manteve como  n° 1 no ranking dos melhores fundos de ações do Brasil, mantendo sua posição por três anos consecutivos.

Utor Asset Management

Depois de trabalhar no Pactual por alguns anos, houve algumas divergências entre Florian Bartunek e a administração do banco. Por essa razão, Florian resolveu então sair e procurar emprego no banco vizinho, o Garantia.

No entanto, nesta mesma época, Jorge Paulo Lemann, um dos diretores do então Banco Garantia, estava vendendo sua participação no banco para o Credit Suisse. Ao mesmo tempo, Lemann queria criar um fundo de gestão de recursos, de modo que seu dinheiro fosse investido no mercado de capitais.

Desejando estabelecer um fundo e encontrar um profissional qualificado que pudesse administrá-lo, Lehman ofereceu o emprego a Florian, que se tornou gerente da Utor Asset Management, empresa formada por ex-sócios do Banco Garantia.

Como resultado, Florian Bartunek ficou responsável pela gestão de ativos por quatro anos, antes de iniciar um novo negócio.

Constellation

Depois de administrar o fundo por 4 anos e buscando expandir seus negócios, a fim de permitir o acesso a investidores externos, a Utor Investimentos passou a ser Constellation em 2002.

Naquele momento, Florian Bartunek estava se tornando gestor de fundos Constellation, com foco em análise fundamentalista, aberto a outros investidores. Na época, a Constellation do Florian Bartunek administrava cerca de 64 milhões.

A estratégia expressiva da Constellation de  Florian Bartunek era permitir que investidores externos acessassem e utilizassem estratégias de ações long only, ou seja, operações compradas com aposta na alta do mercado e long & short, operações de compra ou venda, com apostas na alta e baixa do mercado.

Filosofia de investimentos de Florian Bartunek

A filosofia de investimentos de Florian Bartunek é baseada na mesma abordagem de investimento de Warren Buffett, ou seja, na compra de ações de empresas que exibam fundamentos sólidos, forte poder de lucro e potencial de crescimento contínuo.

A Ambev, por exemplo, possui um market share no mercado de cerveja há muitos anos, que se encontra em torno de 70%, sempre mantendo uma lucratividade alta, fato que demonstra claramente uma forte vantagem competitiva em relação às demais empresas do setor.

Desse modo,  Florian Bartunek busca ignorar os movimentos do mercado no curto prazo, focando em retornos de longo prazo. No entanto, o gestor sempre se encontra atento às inconsistências do mercado a curto prazo, podendo ser uma oportunidade para comprar boas empresas por preços mais baratos.

Livro “Fora da Curva”

Além de CEO da Constellation, Bartunek também é co-autor dos livros “Fora da Curva” e “Fora da Curva 2”, onde veiculou diversos conhecimentos relevantes. Entre eles, podemos destacar:

  • A importância de comprar ações de empresas bem administradas, com proprietários ou executivos de confiança;
  • A busca por empresas com receita previsível e potencial de crescimento;
  • A análise qualitativa das empresas, deixando de focar apenas o preço;
  • Parar de tentar prever o mercado, principalmente em cenários de crise, buscando investir em ações de empresas que sofrem em menor grau com a turbulência do mercado.

Em suma, nos dois livros de Florian, podemos observar a explicação que tende a focar no potencial de crescimento das empresas, bem como na estabilidade de seus resultados. O gestor acompanha o desempenho do mercado acionário muito de longe, mantendo seu foco nas empresas, identificando boas oportunidades para o longo prazo.

O que achou da trajetória de vida de Florian Bartunek? Deixe nos comentários a parte que mais chamou sua atenção.

Ler mais

Conteúdos sobre Florian Bartunek

Perfis Relacionados a Florian Bartunek

Compartilhe sua opinião