Zuckerberg perde R$ 71 bilhões e sai do top 10 dos bilionários

Mark Zuckerberg, presidente da Meta (M1TA34), saiu da sexta posição do ranking de bilionários da Bloomberg e agora é o vigésimo colocado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

A queda de Zuckerberg ocorreu devido a uma perda expressiva de R$ 71 bilhões em sua fortuna ao longo de 2022.

Segundo o Bloomberg Billionaires Index, o patrimônio líquido de Zuckerberg atingiu US$ 55,9 bilhões. Quase toda a riqueza de Zuckerberg está vinculada às ações da Meta, empresa controladora do Facebook, Instagram e Whatsapp.

O homem mais rico do mundo, segundo a Bloomberg, é Elon Musk, dono da Tesla (TSLA34), isolado com seus US$ 268 bilhões.

Ele é seguido por Guatam Adani, empresário indiano do setor da inústria e Jeff Bezos, dono da Amazon (AMZO34), que acumulam, respectivamente, US$ 150 bilhões e US$ 147 bilhões.

Bernard Aurnault, dono da Louis Vutton, está em quarto lugar, com US$ 137 bilhões. Em seguida, estão Bill Gates, do da Microsoft (MSFT34) e Warren Buffett, com US$ 111 bilhões e US$ 97,3 bilhões, nesta ordem.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Zuckerberg acumula perdas

Segundo a Bloomberg, Zuckerberg há menos de dois anos fazia parte do top 3 mundial de bilionários, apenas com Bezos e Bill Gates a sua frente.

Em setembro de 2021, quando as ações do Facebook chegaram a valer US$ 382, o dono da empresa atingiu seu pico de riqueza, acumulando US$ 142 bilhões.

No mês seguinte, ele mudou o nome da companhia para Meta.

Esta não é a primeira vez que o CEO vê derretimentos em sua fortuna devido a maus resultados e polêmicas envolvendo sua empresa.

Em fevereiro deste ano, quando a empresa não registrou crescimento no número de usuários mensais no Facebook, o preço da ação sofreu uma queda histórica que reduziu a fortuna de Zuckerberg em US$ 31 bilhões, um dos maiores tombos em um único dia já registrados.

Outros problemas na companhia de Zuckerberg envolvem a aposta do Instagram no formato de Reels e com investimentos da empresa no metaverso.

O índice diário da Bloomberg registrou que, somente desde a última atualização, Zuckerberg sofreu uma perda de aproximadamente US$ 702 milhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Laura Intrieri

Compartilhe sua opinião