Wesley Batista, da JBS (JBSS3), diz que Brasil ‘caminha para ajuste de contas públicas’

Wesley Batista, sócio da J&F, holding que detém a JBS (JBSS3), declarou que o Governo “claramente caminha no sentido de um ajuste de contas”.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Durante o Seminário Brasil Hoje, da Esfera, que ocorre nesta segunda (22) em São Paulo, o empresário disse que “no mundo raramente temos uma combinação de estabilidade com oportunidades”, citando que se mantém otimista apesar das notícias recentes.

As declarações são dadas cerca de uma semana após o governo afrouxar a meta fiscal para os próximos anos e projetar superávit somente em 2026 – medidas que aumentaram drasticamente o ceticismo do mercado acerca da sustentabilidade fiscal.

Batista disse que apesar disso segue “otimista com Brasil” e mantém o plano de investimento na casa dos R$ 50 bilhões ao longo dos próximos anos.

“No caso da JBS temos um plano de R$ 15 bilhões. Além disso, nosso principal projeto do ponto de vista de valor é a Eldorado, nosso negócio de celulose, da casa de R$ 25 bilhões. Teremos a construção de uma nova linha, que nos gerará 2,5 milhões de toneladas de produção. Nos investimentos iremos construir uma ferrovia de 90km, além do investimento em floresta e, é claro, na própria fábrica”, disse o empresário.

O plano da J&F contempla também a expansão das operações e da logística da J&F Mineração, que investirá R$ 5,5 bilhões até 2025, em três obras que resultarão em 6,5 mil novos empregos.

Além disso a holding também realizará aportes na Âmbar Energia para a aquisição e construção de usinas e fazendas solares.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Por fim, os investimentos incluem um aporte de R$ 6,5 bilhões no PicPay, que focará na construção de software e em novos negócios.

Durante o mesmo painel, o CEO da Aegea, Radamés Casseb, endossou o otimismo citando o marco legal do saneamento.

“Devemos ampliar a crença no Brasil do futuro. Cada um dos R$ 800 bilhões gerará um ciclo de prosperidade compartilhada, ampliando riqueza e reduzindo o custo do estado. Tudo isso é um ciclo de prosperidade e virtuosidade que vai ser passo a passo implantado no Brasil com esse vértice no saneamento”, disse.

Empresário da JBS já citou Brasil como ‘bola da vez’

Em evento da Esfera Brasil em meados de novembro de 2023, o empresário da J&F declarou que o Brasil “é a bola da vez”, anunciando os investimentos bilionários da holding nos próximos anos.

“O Brasil oferece oportunidades únicas e tem construído para um ambiente cada vez mais favorável aos negócios, com agendas claras de reformas e de meio ambiente, por exemplo”, disse, à época.

A JBS, que integra a J&F, entregou cerca de R$ 3,5 bilhões em investimentos ao longo de 2023. a holding como um todo é a companhia com o maior número de colaboradores no Brasil, com 167 mil funcionários diretos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno