90% dos brasileiros apoiam a exigência de vacina para volta ao escritório, diz Linkedin

Cerca de 90% dos brasileiros acreditam que é importante que as empresas exijam a vacina contra covid-19 dos seus funcionários para o retorno ao trabalho presencial, conforme a pesquisa realizada pelo LinkedIn com mais de mil pessoas.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

De acordo com o levantamento do Linkedin, o Brasil apresenta uma das maiores porcentagens no quesito exigência de vacina para retornar ao trabalho presencial, ficando à frente de outros países, como Espanha (71%) e México (86%) – únicos países que incluíram essa questão em suas respectivas pesquisas.

A pesquisa também revelou que cerca de 84% dos respondentes acreditam que testes de covid-19 são, de alguma forma, relevantes para a volta ao escritório, e 85% dizem que perguntarão para seus gerentes, colegas e outras pessoas que interagem diariamente se eles tomaram a vacina.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

“As medidas de saúde e segurança são uma preocupação ao redor do mundo, mas é possível perceber que os brasileiros veem a vacina como um ponto essencial”, afirma Milton Beck, diretor-geral do LinkedIn para América Latina.

43% dos brasileiros preferem trabalho híbrido

A pesquisa do Linkedin identificou também que 43% das pessoas preferem o modelo híbrido de trabalho, no qual uma parte do tempo é passada de casa e a outra em algum espaço físico da empresa.

Outros 27% dizem preferir estar na empresa presencialmente durante 100% de sua jornada e 30% dizem que gostariam de fazer home office em tempo integral.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Entre os motivos apontados por aqueles que afirmaram que preferem trabalhar de casa estão:

  • evitar o transporte diário para chegar aos escritórios (45%);
  • ter uma vida profissional mais balanceada (45%);
  • ser mais produtivo (33%);
  • manter a saúde mental em dia (31%);
  • facilitar o cuidado com os filhos, já que não há a necessidade de estar presencialmente 100% do tempo (20%).

A pesquisa também mostra que embora a maioria das pessoas afirme querer o trabalho híbrido, mais de 56% concordam que há um estigma negativo para aqueles que trabalham remotamente.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2021/09/960x136-1-1.png

Eles entendem que quem estiver nos escritórios tende a ser favorecido pelo gestor e colegas mais sêniores, devido à proximidade e acompanhamento do trabalho – o que impactaria o desenvolvimento de suas carreiras.

Nos EUA mais pessoas enfrentam risco de demissão ao não tomar vacina

Nos Estados Unidos e na Europa um número crescente de empresas exigem agora que funcionários estejam totalmente vacinados contra a covid-19.

Empregadores têm incentivado pessoas a se imunizar para trabalhar presencialmente com segurança após as medidas de isolamento social e o longo período de home office. Muitos deles sinalizam que vão demitir quem não tomar vacina. Outros indicam que não irão contratar quem não estiver imunizado.

Adultos que não tomaram a vacina podem ter cada vez mais dificuldade para voltar ao trabalho ou encontrar empregos em alguns setores ou companhias.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião