A corrida dos unicórnios: veja 5 empresas bilionárias que planejam seu IPO

A corrida dos unicórnios: veja 5 empresas bilionárias que planejam seu IPO
Lyft: companhia reduzirá cerca de 17% da força de trabalho

O aplicativo de corrida compartilhada Lyft realizou sua oferta pública de ações (IPO, em inglês) na semana passada a US$ 72 por ação, concedendo à companhia a avaliação de US$ 21 bilhões.

A Lyft entrou para a categoria dos “unicórnios” uma vez que alcançou e manteve o valor superior a US$ 1 bilhão. E há ainda outras companhias nessa mesma categoria e que também planejam fazer seu IPO neste ano.

Saiba mais: Lyft, rival da Uber, fecha o primeiro dia na Bolsa com alta de 8,7%

O site americano Business Insider listou alguns desses unicórnios que planejam realizar seu IPO num futuro próximo. Confira os cinco maiores:

1. Bytedance (Toutiao)

Valor: US$ 75 bilhões
País: China
Setor: mídia digital/ inteligência artificial
Descrição: criadora do app Tik Tok, a companhia concorre com gigantes da tecnologia da China como Baidu, Alibaba e Tencent. Tik Tok ajuda a criar e compartilhar vídeos de curta duração. O Bytedance tem mais de 500 milhões de usuários ativos
Investidores selecionados: Sequoia Capital China, SIG Asia Investments, Sina Weibo, Softbank Group.

2. Uber

Valor: US$ 72 bilhões
País: Estados Unidos
Setor: aplicativo de corridas compartilhadas
Descrição: revolucionou o transporte privado com o pioneirismo da corrida compartilhada, muitas vezes quebrando o monopólio detido pelos táxis em cidades por todo o mundo. A companhia tem seu IPO planejado para abril, cerca de um mês após a sua rival Lyft ter estreado na Nasdaq.
Investidores selecionados: Lowercase Capital, Benchmark Capital, Google Ventures.

Saiba mais: Uber compra Careem, sua rival no Oriente Médio, por US$ 3,1 bilhões

3. Didi Chuxing

Valor: US$ 56 bilhões
País: China
Setor: aplicativo de corridas compartilhadas
Descrição: o aplicativo é resultado da fusão entre a Didi e os negócios chineses da Uber. A empresa diz atender 300 milhões de usuários em cerca de 400 cidades na China. Foi a Didi Chuxing, inclusive, que adquiriu o aplicativo brasileiro de mobilidade 99 um ano atrás, por US$ 960 milhões.
Investidores selecionados: Matrix Partners, Tiger Global Management, Softbank Corp.

4. The We Company (antiga WeWork)

Valor: US$ 47 bilhões
País: Estados Unidos
Setor: Instalações/ Co-working
Descrição: Anteriormente conhecida como WeWork, a empresa opera espaços de coworking em mais de 25 países enquanto expande suas atividades para oferecer serviços imobiliários para clientes corporativos. O WeWork também oferece oportunidades para seus membros se conhecerem, socializarem e fazerem seu network por meio de workshops, eventos e até acampamentos de verão.
Investidores selecionados: T. Rowe Price, Benchmark Capital, SoftBank Group.

Saiba mais: WeWork registra prejuízo de US$ 1,9 bilhão em 2018

5. JUUL Labs

Valor: US$ 38 bilhões
País: Estados Unidos
Setor: Cigarros eletrônicos
Descrição: criadora do cigarro eletrônico Juul que dominou os Estados Unidos, a companhia controla mais de 70% desse mercado e tem sido alvo de crescentes críticas em razão do seu apelo aos jovens com sabores tais como morango e menta. Em dezembro, a Altria anunciou um investimento de US$ 12,8 bilhões na Juul.
Investidores selecionados: Tiger Global Management, Altria.

Guilherme Caetano

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se