Proventos bilionários

Twitter (TWTR34) informa fim do período de espera para acordo com Elon Musk

Twitter (TWTR34) informa fim do período de espera para acordo com Elon Musk
Starlink, da SpaceX, recebeu autorização da FCC e teve contestação de concorrentes - Foto: Divulgação

O Twitter (TWTR34) informou que terminou, nesta sexta-feira (3), o período de espera para que a compra da empresa pelo CEO da Tesla (TSLA34), Elon Musk, possa ser fechada. Anunciado no mês passado, o acordo prevê a aquisição da rede social a US$ 54,20 por ação, mas ainda precisa cumprir os trâmites legais para ser efetivado.

Pela lei antitruste Hart-Scott-Rodino, de 1976, após o anúncio do negócio, as partes, ou seja, o Twitter e Elon Musk, precisam cumprir um intervalo de espera para que reguladoras possam avaliar se têm restrições imediatas à transação. O cumprimento da norma é requisito indispensável para que a compra possa seguir em frente.

Na semana passada, Musk se comprometeu a investir mais de sua fortuna para financiar o acordo avaliado em US$$ 44 bilhões. O bilionário decidiu incluir US$ 33,5 bilhões em ações no plano e desistiu de utilizar um empréstimo de margem garantida por papéis da Tesla.

O CEO da Tesla fechou um acordo para comprar a rede social no fim do último mês, com pagamento de US$ 44 bilhões em dinheiro pela totalidade da companhia, e desde então a tensão sobre a transação cresce.

Além das questões sobre o financiamento para a compra do Twitter, há um imbróglio sobre a quantidade de contas de ‘não humanos’, como bots e contas de spam.

Elon Musk tem destacado que só comprará a rede social se o volume dessas contas representar, no máximo, 5%. Em função de o volume ter sido elevado em estimativas recentes, o empresário chegou a ponto de suspender o acordo.

Simultaneamente, Musk tem criticado as diretrizes atuais do Twitter em termos de liberdade de expressão – afirmando que a rede não possui isonomia nas suas decisões e que banimentos devem ser atitudes tomadas somente em última instância.

Investidores do Twitter processam Elon Musk

Na semana passada a agência Reuters informou que o CEO da Tesla estava sendo processado por investidores do Twitter por suposta manipulação de preço para baixo das ações da rede social.

Segundo a Reuters, investidores dizem que Musk evitou prejuízo de US$ 156 milhões ao não divulgar que havia adquirido fatia de 5% do aplicativo até o dia 14 de março. A ação judicial contra o bilionário é coletiva. Os investidores do Twitter querem indenização — a quantia não foi estipulada — por causar danos punitivos e compensatórios, informa a agência.

Os investidores determinaram que o Twitter também é réu: alegam que a companhia tem responsabilidade pela conduta de Elon Musk. Mas o grupo não quer indenização do Twitter  – apenas de Musk.

Conforme a Reuters, o coletivo de investidores diz que Elon Musk seguiu comprando ações até anunciar, no início de abril, a aquisição da fatia de 9,2% na empresa. O processo foi aberto em tribunal federal de São Francisco (EUA).

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO