Tesla (TSLA34) é o BDR mais negociado em março; veja o top 10

O BDR da Tesla (TSLA34) foi o mais negociado em julho da classe de ativos, de acordo com dados recentes da B3 (B3SA3) divulgados nesta sexta-feira (5).

No Boletim Mensal de julho, as BDRs da Tesla aparecem em primeiro lugar na lista dos 10 BDRs mais negociados no mês, com Volume Médio de Negociações Diárias (ADTV, na sigla em inglês) de R$ 48,8 milhões, com participação total de 16,8%.

No segundo lugar, fica o Mercado Livre (MELI34), com ADTV de R$ 44,3 milhões e 15,3% de participação.

No acumulado de 12 meses, o Top 2 do ranking de BDRs segue idêntico ao de julho, com volumes de negociação de R$ 74 milhões e R$ e 60 milhões.

O mês de julho entoou a tendência de queda no volume de emissão de BDRs ante uma alta de cancelamentos. Desde dezembro de 2021 foram R$ 2 bilhões em cancelamentos e R$ 0,5 bilhões de emissões.

O número de investidores, contudo, subiu. São 399 mil investidores em julho ante 306 mil vistos em dezembro. As posições em custódia tiveram retração, saindo de R$ 26,6 bilhões para R$ 15,2 bilhões.

Confira os 10 BDRs mais negociados de março de 2022:

  • Tesla (TSLA34), com 16,8%
  • Mercado Livre (MELI34), com 15,3%
  • Meta (FBOK34), com 7,2%
  • Alphabet (GOGL34), com 5,5%
  • Microsoft (MSFT34), com 5,4%
  • Apple (AAPL34), com 5,2%
  • Amazon (AMZO34), com 4,5%
  • Alibaba (BABA34), com 4,1%
  • Netflix (NFLX34), com 3%
  • Nvidia (NVDC34), com 2,5%

Tesla deve ter novas fábricas

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse nesta quinta (4) que a fabricante de veículos elétricos provavelmente precisará de cerca de uma dúzia de fábricas para atingir sua meta de vender 20 milhões de veículos anualmente até 2030.

Um anúncio sobre a próxima localização da fábrica da Tesla pode ocorrer ainda este ano, disse ele na reunião anual de acionistas da montadora, realizada em sua fábrica na área de Austin, Texas.

A Tesla tem atualmente quatro fábricas de automóveis.

A reunião ocorreu após uma recente alta no preço das ações da Tesla depois que a empresa divulgou ganhos no segundo trimestre melhores do que o esperado.

A Tesla gerou US$ 2,3 bilhões em lucro no período, acima das expectativas de Wall Street, mas abaixo de seu lucro trimestral recorde de US$ 3,3 bilhões nos primeiros três meses do ano.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO