Telefônica Brasil (VIVT4) vai pagar multa de R$ 45 milhões, diz CGU

Telefônica Brasil (VIVT4) vai pagar multa de R$ 45 milhões, diz CGU
Telefônica Brasil (VIVT4) anuncia venda de empresa de cibersegurança

A Telefônica Brasil (VIVT4) informou que recebeu uma sanção administrativa da Controladoria-Geral da União (CGU), pela entrega de ingressos para jogos da Copa do Mundo de Futebol Masculino de 2014 para agentes públicos, no valor de R$ 45,7 milhões.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Segundo fato relevante divulgado pela empresa, a entrega de ingressos fez parte de uma ação de marketing e promoção institucional realizada em 2014.

No entanto, a CGU considerou a ação incompatível com os termos do artigo 5º, inciso I, da Lei nº 12.846/2013, em razão de responsabilidade legal objetiva.

No Suno One você aprende a fazer seu dinheiro trabalhar para você. Cadastre-se gratuitamente agora!

De acordo com o fato relevante, a CGU considerou no processo administrativo que não houve dano à administração pública nem identificação de vantagens pretendidas à empresa, o que atenuou as penalidades.

Além disso, o grau de cooperação da empresa e a maturidade do programa de compliance levaram a multa ao patamar legal mínimo previsto pela CGU. Ou seja, em valor equivalente a 0,1% do faturamento bruto da empresa no ano anterior à instauração do processo administrativo.

A Telefônica disse que desenvolve iniciativas para assegurar a melhoria contínua do seu programa de compliance. Ao mesmo tempo, sua estrutura organizacional e de governança “garante uma atuação pautada na ética, transparência e respeito às leis e regulamentos aplicáveis”, afirmou.

Telefônica anunciou proventos em setembro

Há cerca de um mês, a Telefônica Brasil informou que o conselho de administração aprovou a distribuição de Juros Sobre Capital Próprio (JCP) relativo ao exercício social de 2020.

A companhia liberou o montante bruto de R$ 650 milhões com retenção de imposto de renda na fonte. O provento contará com alíquota de 15%, o que resulta no valor líquido de R$ 552,5 milhões.

A companhia de telecomunicações afirmou que o pagamento do provento será realizado até o final do exercício social de 2021. A data correta será definida pela diretoria da Telefônica.

Natalia Gómez

Compartilhe sua opinião