Taesa (TAEE11): diretor-presidente renuncia ao cargo; veja quem assume

Em fato relevante divulgado na manhã desta quarta-feira (21), a Taesa (TAEE11) informou que André Augusto Telles Moreira renunciou ao cargo de diretor-presidente da companhia.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-2-1.png

De acordo com a empresa, o diretor financeiro e de relações com investidores, Rinaldo Pecchio Junior, assume interinamente a função, enquanto a companhia realiza o processo de sucessão.

Perto das 12h15, as units de Taesa caíam 0,82%, a R$ 35,14.

Cotação TAEE11

Gráfico gerado em: 21/02/2024
1 Dia

Moreira foi anunciado para o cargo de diretor-presidente da Taesa em outubro de 2020. Antes, trabalhou por 14 anos na Neoenergia (NEOE3), onde, dentre outros cargos, foi responsável pela gestão da Coelba, considerada a terceira maior distribuidora de energia elétrica do país em número de clientes.

Taesa (TAEE11) recebe mais um sinal verde em licença ambiental e avança com Tangará

No início do mês, a Taesa recebeu uma licença prévia para o seccionamento da LT Açailândia por parte da Secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais, referente à concessão Tangará.

Conforme o comunicado ao mercado da Taesa desta quarta (7), a obtenção desta última licença prévia “é um importante marco para o projeto, pois atesta a viabilidade socioambiental de todo o empreendimento”.

A secretaria concedeu também a Licença de Instalação para a subestação SE Santa Luzia III do mesmo empreendimento.

Conforme detalhado pela companhia elétrica, essa licença permite o início das obras na referida subestação.

O empreendimento citado, o Tangará, é referente ao lote 3 do leilão de transmissão nº 02/2022, realizado em dezembro de 2022, e é 100% controlada pela Taesa.

O empreendimento tem uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 104,7 milhões para o ciclo 2023-2024 e um Capex ANEEL de R$ 1,117 milhões.

O empreendimento fica nos estados de Maranhão e Pará, com extensão aproximadamente de 279 km de linhas de transmissão, sendo 72 km de circuito duplo.

O prazo estipulado pela ANEEL para energização de Tangará é março de 2028.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Taesa recebeu licença de instalação para projeto Pitiguari

Ainda no início de fevereiro, a companhia obteve do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) a licença de instalação para os trechos da linha de transmissão Abdon Batista – Videira e Abdon Batista – Barra Grande, pertencentes ao projeto Pitiguari.

Além da linha de transmissão do projeto Pitiguari, o documento autoriza obras para interligação das subestações Barra Grande, Abdon Batista e Videira.

De acordo com a companhia, a licença do projeto Pitiguari é importante porque permite o início das obras no empreendimento da Taesa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião