Patrocinado por:

Startup de educação, Layers Education movimenta R$ 45 milhões com soluções para gestão escolar

Startup de educação, Layers Education movimenta R$ 45 milhões com soluções para gestão escolar
Ivan Seidel e Danilo Yoneshige, da Layers Education. Foto: Gabriel Reis

Com o impacto sofrido pelas instituições de ensino durante a pandemia, a startup Layers Education encontrou uma oportunidade de solução tecnológica para o setor educacional que, até julho deste ano, movimentou um volume de R$ 45 milhões. A empresa desenvolveu um serviço que unifica as plataformas utilizadas pelas instituições durante o período de ensino a distância.

Segundo a Layers, a startup vislumbrou um desafio a ser superado nas escolas: a relação efetiva entre responsáveis e gestores. Foi então que os especialistas em robótica Danilo Yoneshige e Ivan Seidel enxergaram uma oportunidade para melhorar a experiência desde a secretaria até a sala de aula.

“Atualmente, a Layers Education oferece as soluções para instituições privadas de ensino básico. Já conquistamos mais de 550 escolas clientes (comunidades), representando um crescimento de 1.170%% desde 2018. São mais de 11 redes de ensino e 350 mil famílias impactados”, expõe Ivan Seidel, cofundador e CTO da startup.

Layers Education aposta na integração de edtechs

Além de ter sua própria equipe para o desenvolvimento de tecnologias acessíveis, a empresa também dá oportunidade para startups do segmento contribuírem com inovações. Segundo os fundadores, trata-se de uma metodologia chamada neutralidade, que é a capacidade de integrar qualquer edtech e sistemas de gestão, sem contribuir para uma competitividade entre a própria Layers e outras companhias.

“Nosso objetivo é eliminar a necessidade de um acesso diferente para ver as notas, realizar agendamentos e acessar comunicados e tarefas. Desta forma, acreditamos que a comunicação entre os principais personagens do ecossistema das escolas será mais assertiva e menos passível de ruídos”, declara Danilo Yoneshige, cofundador e CEO da Layers.

A proposta da Layers conseguiu chamar a atenção de grandes empresas do mercado, como a Faber-Castell. A companhia decidiu investir no desenvolvimento da plataforma de educação, com uma rodada que ocorreu em 2020. A startup destaca que é a primeira empresa no mundo investida minoritariamente pela Faber-Castell Corporate Venture Capital.

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!