Startups brasileiras enfraquecem no mercado, com captação de R$ 824 milhões em fevereiro

O cenário das startups brasileiras em fevereiro foi marcado por uma queda no volume de investimentos em comparação com janeiro. Segundo dados da plataforma Sling Hub, o Brasil captou US$ 167 milhões (R$ 824,28 milhões na cotação de hoje) no período.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

O valor representa uma redução de 45% em relação ao mês anterior. Enquanto isso, a América Latina como um todo registrou um aumento de 10%, movimentando US$ 482 milhões (R$ 2,38 bilhões).

Em termos de crescimento ano a ano, tanto o Brasil quanto a região apresentaram números positivos, com um aumento de 16% e 63%, respectivamente, apontou a Sling Hub, que analista dados sobre o ecossistema de startups latino-americano.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

Investimentos em startups na América Latina em fevereiro

No México, destacou-se como o país que mais captou investimentos na América Latina em fevereiro, totalizando US$ 194 milhões (R$ 957,45 milhões). O valor correspondem principalmente à rodada de investimentos de US$ 120 milhões (R$ 592,24 milhões) da fintech Baubap, a maior da região. A segunda rodada mais significativa também ocorreu no México, com um aporte de US$ 60 milhões (R$ 296,08 milhões) para a cleantech VEMO.

Essa rodada impulsionou o setor de cleantech, registrando um crescimento de 646% no volume de investimentos em comparação ao ano anterior. Outras rodadas notáveis incluem as fintechs colombianas Simetrik (US$ 5 milhões) e Bold (US$ 50 milhões), além da startup brasileira de segurança Incognia (US$ 31,5 milhões).

Entras as startups brasileiras, também destaca-se a rodada de investimentos da COGTIVE, que se tornou a maior do setor de indústria no país, superando a TideWise. Embora ambas as startups tenham levantado o mesmo valor em reais – R$ 10 milhões -, a cotação do dólar nas datas das transações tornou a rodada da COGTIVE a mais lucrativa do setor.

Além disso, em seu relatório de desempenho de startups em 2023, o Sling Hub detectou que 450 startups latino-americanas levantaram capital pela primeira vez, totalizando US$ 1,04 bilhões (-56% em relação ao ano passado). No Brasil, 252 startups captaram pela primeira vez, o que representou uma redução de 46% ante 2022.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Camila Paim

Compartilhe sua opinião