S&P 500: Confira as 5 ações que lideraram os ganhos do índice em julho

S&P 500: Confira as 5 ações que lideraram os ganhos do índice em julho
S&P 500. Foto: Pixabay.

S&P 500, índice composto pelas 500 maiores empresas americanas em capitalização de mercado, acumulou ganho de 2,27% em julho, aos 4.395,29 pontos.

Apesar de fechar o mês em alta, o S&P 500 caiu 0,54% nesta sexta-feira (30).

Em julho, os investidores prestaram atenção, sobretudo, na divulgação dos balanços corporativos de grandes empresas.

Humor do mercado

Além disso, os discursos do dirigente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, e as decisões tomadas pelo  banco central americano sobre a política monetária norte-americana também mexeram com o humor do mercado.

Já o Dow Jones acumulou queda de 0,36% na semana e de 0,42% no pregão da sexta, fechando a 34.936,13 pontos. O Nasdaq cedeu 0,71%, aos 14.672,68 pontos, com baixa semanal de 1,11%.

Reforçando que esta matéria não é uma recomendação de investimento, confira as cinco ações do S&P 500 que mais subiram em julho.

1. Moderna valoriza ainda mais no S&P 500

A Moderna (MRNA) foi incluída no índice S&P 500 no dia 21 de julho.

As ações da companhia de biotecnologia de Massachusetts (EUA), famosa pela fabricação de vacinas contra a Covid-19, sobem à medida que cresce a demanda por doses do imunizante.

A empresa está desenvolvendo outras nove vacinas e 13 candidatos terapêuticos em áreas que incluem imunologia e doenças raras.

No geral, o forte ímpeto após a inclusão da S&P e as perspectivas com a vacinação ajudaram a Moderna a anotar uma valorização de 50,48% no mês de julho.

2. Albemarle Corporation: preço-alvo de US$ 154,71

A Albemarle Corporation (ALB) viu suas ações no S&P 500 disparar 132,46% nos últimos 12 meses.

Recentemente, analistas de Wall Street atualizaram a recomendação para “compra”. Os papéis da companhia de produtos químicos têm um preço-alvo médio de US$ 154,71.

O otimismo em relação às tendências favoráveis no negócio de lítio e a força na unidade de bromo estão elevando a negociação das ações.

A empresa está se beneficiando de um aumento nos preços do lítio e volumes mais altos. Seu negócio de bromo também está ganhando com a maior demanda na recuperação contínua das atividades econômicas globais e redução de custos.

Com esse quadro animador, as ações da Albemarle subiram 22,31% no mês e colocaram a empresa em segundo lugar nas maiores altas do S&P 500.

3. DexCom dispara após balanço

A empresa que produzi monitores de glicose para pessoas com diabetes mostrou um balanço muito acima das expectativas de Wall Street nesta semana, com alta nas vendas de 32% ano a ano para US$ 595,1 milhões. A Dexcom também planeja lançar a nova geração de seu dispositivo G7 no fim desse ano na Europa.

Com o balanço, analistas de Wall Street revisaram o preço alvo para a casa dos US$ 550 por ação, com recomendação de compra.

O papel DXCM saltou 13% no último pregão de julho, contribuindo para a valorização mensal de 20,73%.

4. Monolithic Power System: balanço positivo

A Monolithic Power Systems (MPWR), uma empresa global que fornece soluções eletrônicas de potência baseadas em semicondutores de alto desempenho, anunciou nesta semana os resultados financeiros do trimestre encerrado em 30 de junho de 2021.

A receita foi de US$ 293,3 milhões para o trimestre, aumento de 57,5% no período encerrado em 30 de junho de 2020 contra os US$ 186,2 milhões do anterior.

A margem bruta GAAP foi 56,0% maior, em comparação com os mesmos meses no ano passado.

Com o resultado positivo da empresa, a ação acumulou alta de 20,30% no mês.

5. Chipotle Mexican Grill reforça ações no S&P 500

O Chipotle Mexican Grill (CMG) informou uma receita trimestral acima dos níveis anteriores à pandemia. A empresa reforçou o caixa com a volta de clientes aos restaurantes em meio à flexibilização das medidas contra a Covid,

A empresa consolidou um lucro líquido fiscal de US$ 188 milhões no segundo trimestre, ou US$ 6,60 por ação, ante US$ 8,2 milhões, ou 29 centavos por ação, um ano antes.

Os custos com alimentos e bebidas caíram quase 3% em relação ao ano anterior devido aos aumentos nos preços do cardápio e preços mais baixos da carne bovina.

Com os resultados positivos, as ações da empresa subiram 20,20% no mês, figurando entre as maiores altas do S&P 500 em julho de 2021.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se