Pedidos de seguro-desemprego nos EUA sobem

Pedidos de seguro-desemprego nos EUA sobem
Pedidos de seguro-desemprego nos EUA crescem

O número de pedidos semanas de seguro-desemprego nos Estados Unidos atingiu 742 mil na última semana, superando o consenso de Wall Street, que esperava algo próximo a 710 mil, e acelerando na comparação com a última semana, quando 709 mil pessoas entraram com a demanda. É o primeiro aumento no número após quatro semanas de queda.

Em compensação, os pedidos continuados de seguro-desemprego, de pessoas que já se encontram desempregadas e continuam com o benefício, caíram 429 mil, para 6,37 milhões, número mais baixo até agora do período pandêmico. A taxa de desemprego, calculada sobre os que ganham o benefício, caiu para 4,3%.

O mercado de trabalho continua incerto, mesmo com o otimismo com as novas notícias sobre vacinas, por conta do recente aumento dos casos de Covid-19. Novos lockdowns assustam e economistas acreditam que eles podem puxar novamente o número de pedidos de seguro-desemprego para cima.

Os pedidos pelo auxílio especial do governo americano voltado à pandemia também disparam nas últimas duas semanas. Foram cerca de 233 mil novas solicitações, chegando a 4,38 milhões. Ao total, o número de pessoas recendo algum tipo de benefício do governo caiu em 841 mil, para 20,32 milhões, número, entretanto, muito superior ao 1,48 milhão de um ano atrás.

 

Biden pede que congresso aprove novo pacote de ajuda

Na segunda-feira, o presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, pediu ao Congresso a aprovação de um novo pacote de ajuda econômica semelhante ao que foi aprovado em maio para frear os problemas causados pela Covid-19.

Segundo Biden, assim que o país acabar com o vírus, algo não tão distante por conta das recentes notícias sobre vacinas, e que o pacote for aprovado, os Estados Unidos “oferecerão alivio econômico aos trabalhadores e poderão começar a se reconstruir de uma forma melhor do que antes”.

As discussões sobre um novo pacote de estímulos, que pode chegar a US$ 2 trilhões, estão travadas há algumas semanas.

Vitor Azevedo

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!