Santander (SANB11): analistas elevam recomendação e preço-alvo: “Pior já passou”

A Genial Investimentos elevou a recomendação para as ações do Santander Brasil (SANB11) de venda para neutra (ou manter), após reportar, em relatório, que depois de muitos trimestres sofrendo compressões sucessivas de lucro e rentabilidade, espera que a operação brasileira do banco espanhol comece a mostrar uma melhora de forma mais consistente, ainda que gradual.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

“Estimamos uma melhora trimestral no lucro no balanço do terceiro trimestre de 2023 do Santander, impactado positivamente por uma avanço na margem com mercado (tesouraria) devido aos efeitos de reprecificação de ALM (Asset Liability Management) e queda dos juros, despesas em um nível mais controlado, mas principalmente por uma redução das provisões para perdas de crédito (PDD) com as novas safras performando melhor que as antigas”, diz o relatório.

Para a provisão de devedores duvidosos (PDD), a corretora estimam uma queda tanto na comparação trimestral, quanto na anual, sendo primeira queda anual nesse ciclo de piora de crédito, possivelmente sinalizando um ponto de inflexão.

Assim, a Genial estima um lucro líquido de R$ 2,9 bilhões para o Santander, alta 25,4% ante o segundo trimestre, embora não seja suficiente para gerar um crescimento anual com queda de 7,3% ante o terceiro trimestre de 2022.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Apesar da melhora na comparação trimestral do Santander, o indicador de rentabilidade (ROE) ainda deve ficar em patamares mais baixos que outros pares como Itaú (ITUB4) e Banco do Brasil (BBAS3). Nas projeções, o ROE do Santander deve atingir 13,5%, um aumento de 2,6 ponto percentual ante o 2T23, mas ainda abaixo dos 15,2% reportado no 3T22 e bem abaixo dos pares mencionados que vem entregando algo próximo de 20%.

“Para o ano que vem, esperamos que a receita total do Santander apresente uma retomada impulsionado por: margem com mercado voltando a patamares positivos beneficiada pela queda da Selic; crescimento da margem com clientes beneficiada por maiores volumes de crédito e melhoria do mix com maior spread devido a retomada de apetite de risco; e receitas com tarifas voltando crescer acima da inflação”, diz o documento assinado por Eduardo Nishio, Wagner Biondo, Lorenzo Giglioli e Eyzo Lima.

Cotação sanb11

Gráfico gerado em: 09/10/2023
1 Ano

Santander: “recuperação da rentabilidade”

Do lado de custos do Santander, as provisões de crédito devem ficar relativamente mais comportadas, dizem os analistas da Genial, mas estáveis quando comparado com 2023. As despesas administrativas devem crescer abaixo das receitas.

Com uma perspectiva favorável para 2024, a Genial vê as ações do Santander negociando a um patamar mais parecido com os múltiplos do Itaú. Com a estabilização ou diminuição da inadimplência, espera-se que o banco gradualmente recupere rentabilidade, que representa crescimento de lucro e de patrimônio ajudando a deixar seus múltiplos mais atrativos para além de 2024.

“Assim, estamos alterando nossa recomendação para o Santander de VENDER para MANTER com ajuste no preço-alvo de 1 ano saindo R$ 27,0 para R$ 29,40”, completa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Allan Ravagnani

Compartilhe sua opinião