Santander prevê crescimento anual da carteira de crédito de 10% até 2022

O presidente do banco Santander, Sérgio Rial, afirmou nesta terça-feira (8) que a carteira de crédito da instituição financeira deverá crescer 10% ao ano até 2020.

De acordo com Rial, o aumento do número de clientes pessoas físicas será o principal motivo do avanço da carteira. Além disso, o baixo nível da taxa básica de juros no Brasil contribuirá para os resultados positivos do Santander.

“Há uma crença de que os juros devem permanecer baixos no Brasil e isso muda nossas perspectivas, não era algo que estava claro há cinco anos”, afirmou Rial.

A previsão do presidente da instituição financeira é que o número de clientes aumente 7% ao ano até 2022. Atualmente, 25,5 milhões de pessoas utilizam os serviços do banco.

Prioridades do Santander nos próximos anos

Segundo o presidente do banco, uma das prioridades é abrir novas agências em cidades no interior do Brasil, fora dos grandes centros urbanos.

Além disso, Rial informou que o banco pretende expandir o crédito imobiliário. Para o presidente da instituição financeira, programas como o “Minha Casa Minha Vida” devem perder espaço nos próximos anos para a participação dos bancos privados no setor de imóveis.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2020/10/c96b8b53-ebook-101-perguntas-fiis-free.png

A expansão das operações de cartão de crédito e de maquininhas é outra preferência do banco. “Lançamos uma oferta para as pessoas físicas no ano passado e é razoável pensar que teremos 1 milhão de maquininhas na metade do ano que vem”, disse Rial.

De acordo com o presidente do banco, as operações de pagamento e transferência se tornarão completamente digitais em pouco tempo. “A fábrica de DOC e TED vai desaparecer: 80% das nossas transações já são feitas por meios digitais”, disse o CEO.

Plataforma de pagamentos por celular

A digitalização das operações do Santander foi reforçada com o lançamento, no mês passado, de uma plataforma de pagamentos e transferências bancárias virtuais. A funcionalidade está disponível no aplicativo Way, desenvolvido em 2016 pelo banco.

Saiba mais: Santander lança plataforma de pagamentos por meio do celular

Segundo o diretor de cartões e pagamentos digitais do banco, Rodrigo Cury, o objetivo é tornar o aplicativo o principal método de pagamento dos clientes.

“Estamos adiantando uma demanda do Banco Central para pagamentos instantâneos, nesse momento circunscrito aos clientes do banco, mas no futuro, não”, afirmou Cury.

O anúncio do Santander ocorreu uma semana após a Cielo, concorrente da instituição, anunciar o lançamento de seu banco virtual, o Cielo Pay.

Giovanna Oliveira

Compartilhe sua opinião