Safra revisa projeção do PIB para 2020 e mantém previsão para 2021

Safra revisa projeção do PIB para 2020 e mantém previsão para 2021

O Banco Safra informou nesta segunda-feira (16) que seus especialistas elevaram para 8,9% a projeção de alta do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre deste ano, ante 8,7% na previsão anterior, em comparação com o segundo trimestre.

Em relação ao quarto trimestre de 2020, a previsão do Safra passou para 2,7%, ante 2,3% na projeção anterior. Nesse cenário o PIB deve encerrar o ano com uma queda de 4,1%.

Em seu relatório, o banco apontou que “os indicadores de atividade econômica referentes a setembro confirmaram a rápida recuperação econômica do país no 3º trimestre do ano. Embora a equipe de Macroeconomia do Safra já esperasse um forte crescimento no período, os últimos números surpreenderam positivamente”.

Conheça o Suno One, a central gratuita de informações da Suno para quem quer aprender a investir. Acesse clicando aqui.

Entretanto, o banco acredita que “os últimos meses de 2020 devem trazer um arrefecimento na alta da indústria e do comércio, especialmente das vendas varejistas, que estão em níveis elevados”. Segundo o documento, isso deve acontecer devido a menor renda no Brasil, frente a redução do valor do coronavoucher e também à substituição do consumo de bens por consumo de serviços.

Com base em cálculos de seus economistas, o banco explica  que a redução do valor do coronavoucher deve causar um resumo de R$ 24 bilhões na renda, o que equivale a cerca de 1,3% do PIB trimestral.

“Por outro lado, esse efeito negativo deve ser parcialmente compensado pela expansão dos gastos das famílias com mais renda, cuja poupança circunstancial está elevada”, aponta o banco.

Em relação a 2021, o banco projeta uma maior desaceleração do crescimento durante os primeiros três meses do ano que vem, destacando o fim do auxílio emergencial.

No entanto, o banco manteve a projeção de crescimento do PIB de 4,5%. “Por outro lado, esse efeito negativo deve ser parcialmente compensado pela expansão dos gastos das famílias com mais renda, cuja poupança circunstancial está elevada”.

IFI projeta queda menor do PIB nesse ano

Além do Safra, a Instituição Fiscal Independente (IFI) informou nesta segunda-feira que passou a ver uma queda menor do PIB brasileiro neste ano, e assim melhorou sua expectativa para a atividade econômica em 2020 e 2021.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Para este ano, a IFI passou a ver uma queda de 5% do PIB, ante 6,5% na previsão anterior. Já em relação ao próximo ano, a IFI revisou sua previsão e passou a ver um avanço do PIB de 2,8%, ante 2,5% na última projeção.

Além disso, a IFI aponta que “após a recuperação de 2021, o crescimento do PIB deve desacelerar gradualmente para 2,6% em 2022 e para 2,3% no médio prazo”.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião