PicPay oferecerá crédito pessoal para se consolidar como marketplace financeiro

PicPay oferecerá crédito pessoal para se consolidar como marketplace financeiro
PicPay oferecerá crédito pessoal para se consolidar como marketplace financeiro

O PicPay anunciou nesta quarta-feira (24) que passará a oferecer crédito pessoal na sua plataforma, com a meta de se consolidar como um marketplace financeiro.

Inicialmente, o PicPay oferecerá o serviço para uma base de 14 milhões de clientes elegíveis. A expectativa é integrar outros serviços e modalidades à prateleira do aplicativo ao longo do ano.

“O usuário do PicPay tem uma alta demanda de produtos de crédito e enxergamos que eles são complementares ao nosso portfólio de serviços financeiros. Além de ser um produto importante para o negócio, a oferta está em linha com o momento do mercado de concessão em alta e de taxas mais atrativas”, aponta Frederico Trevisan, head de Crédito e Cartões do PicPay.

Além disso, “quando o cliente consegue ter o cartão vinculado à carteira, consumir e ainda ter empréstimo em um lugar só, o PicPay se consolida como a principal wallet dele”, disse Trevisan.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com a fintech, o aplicativo é prático por disponibilizar “tudo em um”, e ainda, à medida que outros players se integram à plataforma, a tendência é que gere uma competitividade natural que proporcione taxas mais baixas e condições melhores para os usuários do PicPay.

Com isso, a iniciativa também se aproxima do Open Banking, que deve ampliar e baratear a oferta de produtos financeiros para consumidores e empresas.

Para ter acesso ao crédito pessoal na plataforma, o cliente deve baixar o aplicativo do PicPay. Assim, caso o cliente tenha uma oferta pré-aprovada, ele terá disponível o botão de crédito pessoal.

Ao passo que durante o lançamento, o produto terá uma carência de 90 dias para o pagamento da primeira parcela. A ação vale até o fim de fevereiro. As taxas variam de 1,99% a 7,99% ao mês e os prazos são de até 48 meses para quitação do empréstimo.

Uma vez aprovado, o crédito é feito diretamente na conta da fintech.

PicPay contrata BTG Pactual para realizar IPO, diz coluna

O PicPay fechou um acordo com o BTG Pactual (BPAC11) para que o banco seja o coordenador líder da sua oferta pública inicial de ações (IPO). A empresa estaria se decidindo entre ser negociada na B3 (B3SA3) ou na Nasdaq, bolsa americana conhecida por atrair companhias de tecnologia. As informações são da Coluna do Broadcast.

O IPO acontece em meio a uma grande procura de empresas de tecnologia pela abertura de seus capitais. No Brasil, desde o inicio do ano, na B3, Mosaico (MOSI3), Intelbras (INTB3) e Bemobi (BMOB3) foram alguns dos destaques desse setor que estrearam no mercado de capitais.

Recentemente, o PicPay já vinha dando alguns sinais de que seu IPO poderia estar próximo.

Tags
Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião