Balanços da semana

Produção total da PetroReconcavo (RECV3) alcança 27,23 mil boed em janeiro

PetroReconcavo (RECV3) teve uma produção média diária de 27,23 mil barris de óleo equivalente (boed) em janeiro, sendo 16,02 mil boed de petróleo e 11,20 mil boed de gás natural.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários nesta sexta-feira (16), a empresa explicou que a produção do mês passado representa uma retomada gradual, após a paralisação do Polo Potiguar em dezembro.

Em janeiro, o Polo Potiguar foi o mais produtivo da PetroReconcavo, sendo responsável por 14,43 mil boed no período. Do total, 9,77 mil boed referem-se ao petróleo e 4,66 mil boed de gás natural.

No Polo Bahia, foram produzidos 12,79 mil boed no mês passado, sendo 6,25 mil boed de petróleo e 6,54 mil boed de gás natural. No período, a produção de óleo foi impactada pelo declínio da produção no campo de Miranga, que passou por ações de incremento entre novembro e dezembro do ano passado, segundo a empesa.

No mês passado, a entrega de petróleo da PetroReconcavo somou 514,75 mil boed. Já a entrega de gás natural foi de 315,76 mil boed. Juntas, elas totalizaram 830,52 mil boed.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240_TEXTO_CTA_A_V10.jpg

PetroReconcavo (RECV3): união de ativos com 3R Petroleum (RRRP3) destravaria valor para as duas empresas

A Maha Energy, acionista da 3R Petroleum (RRRP3), estaria propondo a união dos ativos da companhia com a PetroRecôncavo (RECV3). Para analistas, um possível acordo entre as empresas seria positivo, com bons ganhos de escala. 

Segundo a Genial Investimentos, o evento destravaria valor para ambas as empresas, mais precisamente para 3R Petroleum, que é um ativo subavaliado em relação à Petroreconcavo. Com isso, é estimado um potencial de valorização de pelo menos 36% para 3R se for considerada a reprecificação de múltiplos implícita na proposta de fusão com a 3R Petroleum

Em linha com essa tese, a XP também diz que o acordo entre 3R e Petroreconcavo ocorre em um momento no qual ambas as ações das empresas estão subvalorizadas, com interesses de investidores diminuindo. “Portanto, mesmo que esse acordo não avance, acreditamos que ele lança luz sobre o potencial de consolidação e sobre o preço baixo das ações de ambas as empresas, o que deve ajudar os dois casos de investimento”, explicam os especialistas.

Ao estimar os ganhos para os acionistas, após uma série de suposições, a XP projeta um potencial de alta de aproximadamente 29% para a RRRP3 e de 18% para os acionistas da RECV3. A corretora ainda destaca que os papéis da 3R Petroleum e PetroReconcavo estão sendo negociados com um desconto significativo em relação ao setor, visto que as duas estão 45% abaixo de suas máximas históricas.

Além de todas as sinergias, diz a Genial, mesmo que a transação não se materialize, o evento deve ser positivo ao jogar luz em ambos os cases e mostrar as potencialidades dos ativos – principalmente da 3R Petroleum. A casa recomenda compra das ações para 3R Petroleum, com preço-alvo de R$ 62,00.

“Nossa recomendação vai além da materialização dessa proposta e considera o momento operacional que pode ser interpretado como “virada de chave” se considerarmos o último resultado trimestral e os dados de produção divulgados recentemente”, conclui a Genial. 

Quanto à PetroReconcavo, a equipe da Genial mantém recomendação neutra, com preço-alvo de R$ 29,00.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Compartilhe sua opinião