Petrobras (PETR4) abre teaser para venda de dois campos na Bacia de Santos

Petrobras (PETR4) abre teaser para venda de dois campos na Bacia de Santos
Petrobras: concessão, localizada no extremo oeste do Estado de São Paulo, foi adquirida na 12ª Rodada de Licitações da ANP em 2013 e está atualmente no 1º Período Exploratório e com os compromissos do Programa Exploratório Mínimo (PEM) já integralmente cumpridos. Foto: Divulgação

A Petrobras (PETR4) abriu a etapa de divulgação de oportunidade, conhecida como teaser, para a venda de sua participação nos campos de Uruguá e Tambaú, na concessão BS-500, localizada na Bacia de Santos. Em ambos a fatia detida é de 100%.

No ano passado, a produção foi de cerca de 5 mil barris por dia de óleo e 918 mil m3/dia de gás. As ações da Petrobras caem 2,23% no intradia desta quarta-feira (8), cotadas a R$ 25,86

Ainda de acordo com comunicado da Petrobras, os campos estão situados na porção norte da Bacia de Santos, entre 140 e 160 km da costa do Estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água que varia de 1.000 a 1.500 metros.

A concessão foi adquirida por meio da Rodada Zero da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

“Essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio, redução do endividamento e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos”, destaca a companhia em seu comunicado.

O teaser, que contém as principais informações sobre a oportunidade, bem como os critérios de elegibilidade para a seleção de potenciais participantes, está disponível no site de Relações com Investidores (RI) da estatal.

Petrobras vendeu participação no campo de Lapa por US$ 49 milhões

Ainda no início de setembro a companhia finalizou a cessão de sua participação de 10% no campo de Lapa para a TotalEnergies. A operação, que envolve também a cessão de 100% da participação detida na Netherlands B.V. (PNBV), rendeu um pagamento de US$ 49,4 milhões para a petrolífera, já com os ajustes previstos no contrato.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Petrobras destaca que a operação representa mais um passo no âmbito da parceria estratégica com a TotalEnergies. Também está alinhada ao plano de otimização de portfólio e melhoria da alocação de capital da estatal, visando à maximização de valor.

Com informações do Estadão Conteúdo

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!